[PARCERIA] Ju Lund

Oi gente! Eu demorei mas postei! Hoje é dia de divulgar mais uma parceria que o blog tem: a parceria com a autora Ju Lund e vou aproveitar para divulgar essa linda fofa e algumas de suas obras. Vamos conhecê-la?

"Transformo os melhores sonhos e piores pesadelos em contos e Romances."

Foto -Ju Lund"Olá, sou a Ju Lund, escritora de contos, romances, blogueira e gaúcha da cidade de Pelotas. Nasci em 1983 e desde jovem escrevo poesias, poemas e, na adolescência, muitos textos autobiográficos.
Quase me formei no Magistério, mas desisti e acabei formada como técnica em Turismo e Hotelaria. Tenho um relevante conhecimento na língua espanhola e sou graduanda no curso de Artes Visuais em Licenciatura pela Universidade Federal de Pelotas.
Após a insistência do meu marido, comecei a escrever e publicar meus contos online, todos com características para leituras rápidas na web. Neste período entre 2010 a 2013, antes de engravidar, publiquei mais de 60 contos inéditos, além dos livros e participações que você encontra lá no meu site"


A autora já tem publicado o romance "Doce Vampira" e "Alma Vampira" sairá em breve! Fora esses dois, há muitos contos!!! Essa tem talento e inspiração, hein?

Confira a sinopse dos lançamentos da autora:


Doce Vampira
DOCE VAMPIRA - Volume 1

UM ROMANCE QUEER CHICK. Os vampiros se revelaram ao mundo, mas ainda sofrem muitas desconfianças dos humanos. Apaixonadas Duda e Esther precisam lidar com todos os tipos de discriminação por serem de raças diferentes e ambas do mesmo sexo. Será que o amor delas sobreviverá a segredos e ao fanatismo? Descubra nesse romance com toques de drama e mistério. Entre de cabeça no universo fantástico criado pela escritora Ju Lund.





Alma Vampira
ALMA VAMPIRA - Volume 2


Duda enfrenta novos desafios, sem memórias vive uma rotina nova ao lado da família, dos semeadores e de um possível novo amor. Esther não suporta a realidade e, num ato extremo, transforma a vida de Duda para sempre deixando sua alma ainda mais perdida. Duda, confusa, perambula entre dois mundos até que se sente obrigada a tomar uma grande decisão para seu futuro. Por amor vale tudo e até onde podemos ir em seu nome?




E aí? Já conheciam? Gostaram da novidade e da parceria?
Não esqueçam de participar da promoção de marcadores aqui !
 Abraços!

[RESENHA PREMIADA] Vingança Mortal, de Raquel Machado

Hoje é dia de resenhar um livro de parceria, e de quebra, um sorteio de marcadores. Se vocês ainda não conhecem a autora do livro, Raquel Machado, recomendo que cliquem aqui. Agora vamos a sinopse e a resenha do livro?

Vingança MortalSinopseAo receber uma ligação sobre a morte de sua melhor amiga, Brenda volta a sua cidade natal, Lageado Grande. Lá ela vai ao velório de Nicole, onde encontra seu rosto marcado por facas. Uma dúvida surge: será que realmente foi um acidente como todos falam?

Ao voltar para casa algumas pistas aparecem, e Brenda fica obstinada a investigar a morte de Nicole. Ela decide então voltar as suas raízes. Porém, o tempo parece ter mudado muitas coisas, inclusive as pessoas que ela imaginava conhecer.
Envolvida em uma rede de intrigas, dinheiro, drogas e traição, ela se vê prestes a montar um quebra-cabeça, onde cada peça parece se encaixar com extrema exatidão. E a solução para esse mistério, pode revelar um segredo escondido há muito tempo.

RESENHA
É, minha gente, não esperava que fosse ler em poucas horas e ficar querendo mais, como eu estou até agora. É muitos acontecimentos, muitas intrigas e reviravoltas, e é perfeito para uma tarde de domingo. 

Brenda recebe uma ligação e descobre que sua melhor amiga morreu, e não acredita que foi apenas um acidente após ver os ferimentos no rosto da mulher. Ao mesmo tempo em que pessoas do seu passado voltam à tona e acabam se mostrando pessoas totalmente diferentes do que um dia ela pensava que fossem. Já ao voltar para casa, ela vai montando peças para essa morte, e coisas que realmente não deveriam fazer sentido começam surgir.
Se eu falar muito mais sobre a história é spoiler, então fiquem com essas dúvidas: acidente ou assassinato? E quem mudou tanto assim?
"Toda ação provoca uma reação de igual ou maior intensidade, mesma direção e em sentido contrário".
Terceira Lei de Newton
 Intercalando com cenas em primeira pessoa e em terceira, Raquel nos leva até esse mistério recheado de suspense, intrigas e personagens que te confundem, e você percebe que deve desconfiar de todos que aparentemente não deveríamos desconfiar. Adorei o enredo, que iniciado em 2001 teve seu lançamento apenas em 2014 e agora lido em 2015. 

Gostaria de agradecer a autora pela oportunidade, e mencionar que não consegui largar do livro, que apesar de ser rápido (120 páginas nunca voaram tanto!) e curto, é muito intrigante e interessante. Muitas reviravoltas no final e muito bem revisada a edição.  Obrigada Raquel, e QUERO MAIS!


Sorteio

Nesse clima de vingança, preparei um kit de marcadores surpresa para vocês com esse tema! E o resultado sai dia 3 de julho. Vamos participar? :)



[RESENHA] Escuridão, de Elena P. Melodia

Hey pessoal! Hoje é dia de resenhar o primeiro livro de uma série muito sombria que conheci ao acaso. Ninguém mandou o submarino fazer promoção por 10 reais, né? Acabou que se tornou uma surpresa agradável, que rendeu arrepios e um pouco de receio, com certeza!
Escuridão é o primeiro livro da trilogia My Land da autora Elena P. Melodia e conta a história de Alma, uma adolescente de 17 anos que tem uma vida normal: amigas, intrigas, "família que não a entende", e garotos que pegam no seu pé, mesmo sendo tão fria para tudo isso, que chega a dar nojo, por vezes.
Tudo está muito bem até o dia em que para em uma loja e vê na vitrine um caderninho roxo que chama a sua atenção. O caderninho chama sua atenção de uma forma intensa, e dali a pouco, ela se vê comprando o objeto com um senhor misterioso. A partir daí, Alma começa a escrever situações horrendas no caderninho, e descobre que elas se tornam reais no momento em que escreve. O problema é que ela não se lembra de ter escrito nada disso.
Às vezes me dizem que sou fria. Talvez seja mesmo. Mas saber dosar as emoções é uma necessidade, além de um dever: sorrisos e lágrimas podem ser muito perigosos se ficarem fora de controle. Devem ser administrados com conta-gotas para não caírem nas mãos de algum desgraçado capaz de usá-los contra você mesma.

CALLÁTRYA - As missões

Hey pessoal! Hoje é dia de divulgação do livro da autora Quel Eustáquio, e postou o seu livro no Wattpad, então não tem desculpa para não ler - eu já estou até adicionando aqui para ler hehe Mas antes, vamos conhecer um pouquinho a autora e o que nos esperava.

SinopseThallita abraçou seus joelhos e enterrou seu rosto entre as pernas, fechando os olhos e apertando-os com força. Era isso que fazia quando queria acordar de algum pesadelo. Apertava bem os olhos e quando os abria via-se deitada na cama com seu pijama em seu quarto. Mas, dessa vez, quando abriu os olhos, o que viu foi a dura realidade. Não estava sonhando. Aura e Karla ainda estavam ao seu lado. Seus amigos em missões. Larissa em perigo. Ela ainda estava noiva. Eles em outro continente fora de qualquer lógica humana. E nada, nada poderia mudar esse fato.

Para ler, clique aqui.












A Autora
" Meu nome é Raquel. Sou baiana, cristã e leitora assídua! Tenho 18 anos e minha viagem pelos livros começou desde os 11. Viajo por Nárnia, ... Araluen e o Mundo de Tinta de vez em quando. Sou apaixonada por Maxon, Percy e Will... ainda não me decidi! Me perco nas fantasias, aventuras e suspenses e as vezes me arrisco nos romances! Lewis, Flanagan, Jane Austen e Agatha Christie são nomes que não saem do meu vocabulário. Sou uma “quase escritora”, e estou tentando publicar meu primeiro livro! Não sei como seria a vida sem as palavras, mas, com certeza, não gostaria de estar lá para descobrir! Então, me chama de Quel e vem ler comigo!"

Blog - Wattpad

Conto - Um fio de Esperança

Hey galerinha! Hoje é dia de divulgação do conto da nossa querida autora Parceira: Raquel Machado, autora do livro Vingança Mortal. Uma fofa, mas que MEU DEUS DO CÉU, fiquei até com medinho leve só de ver o vídeo rs. Claro que vou correndo ler, mas antes vim divulgar.




Segue um trechinho:

Acordo com as batidas incessantes na porta. É noite ou dia? Não que isso tenha relevância.
Levanto de mau grado e arrasto-me até a entrada da pequena casa. Abro a porta pronta para xingar quem quer que seja, porém nada consigo ver. Uma rajada de vento me atinge, o que me faz sentir um calafrio repentino, a chuva se aproxima.
Decido procurar alguma coisa para comer. Entro em casa e abro os armários, porém eles estão vazios. Tão vazios como minha própria alma. Ao fundo avisto um pacote de bolacha, que vai servir.
Sento na mesa e vejo um inseto correndo sobre ela. Não é exatamente uma barata nem tampouco um besouro, parece algo dos dois. Bicho nojento. Mato-o sem dó.
Abro o pacote de bolacha e vou mordê-la, quando vejo o mesmo bicho. Este parece encarar-me nos olhos. Fico hipnotizada por aquele pequeno ser de oito patas. Engulo a bolacha junto com o bicho que me atormenta. Porém, a náusea me atinge.
Vou até o banheiro e vejo meu reflexo no espelho. Eu ainda sou a garota mais bonita do mundo. Começo a escovar meus cabelos, porém percebo que eles estão caindo em grandes tufos, uma praga da doença que me aflige.
Ligo a torneira e, ao lavar minhas mãos, percebo algo estranho. Pedaços de pele começam a se desprender. Minha linda pele clara não existe mais, em seu lugar vejo somente os músculos do ser imperfeito que eu sou.
Grito desesperada. As luzes se apagam e um silêncio preenche o ambiente. Tento aguçar minha audição, e escuto meu próprio grito, que parece ecoar pela casa.
Corro para sala tentando me esconder, porém sinto meus pés pesados. O tapete da sala parece areia movediça. Arrasto-me com dificuldade até um canto e sento. Tinha escutado histórias sobre pessoas com doenças terminais. Elas costumavam ver e ouvir coisas, então talvez seja tudo parte de minha imaginação.
Acordo dos meus pensamentos ao sentir pingos de chuva caírem sobre minha cabeça. Maldita casa, terrível, urbana. Sinto que a água não é límpida, mas sim vermelha, e sua consistência é diferente, parece sangue. O sangue de todos que maltratei.
Corro para a porta, mas não consigo encontrá-la. Estou trancada a mercê dos mortos que vêm me buscar, cobrando por meus pecados. O sangue sobe pelos meus pés, ao mesmo tempo, que escuto o choro das almas sofredoras.
É o meu fim. Sinto-me afogar, o ar saindo dos pulmões. Já coberta por aquela corrente sanguínea, abro os olhos e vejo uma criança. Instintivamente a reconheço, aqueles olhos da época em que minha inocência era pura. Ela estende sua mão e tento com muito esforço pegá-la, mas já não tenho forças. Nos entreolhamos e, por um instante, sinto que ainda existe esperança. Sem mais pestanejar, acabo sucumbindo.
Acordo sobressaltada com um barulho incessante na porta. A chuva cai incessantemente do lado de fora. Olho para o criado-mudo onde estão os vários remédios que fazem parte de minha vida. Maldito sonho.
Caminho até a porta de mau grado. Abro e não vejo ninguém, escuto apenas o barulho do vento que sussurra:
- Ainda há tempo.

Comece a leitura ! Que eu já vou marcando a minha aqui :)

[PEGA A PIPOCA] Filme Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças

Salve, salve galera. Hoje é dia dos namorados, uma data especial, principalmente para quem tem aquela pessoa especial e em homenagem a esse dia, o Pega a Pipoca de hoje vai ser especial, porque tá tudo especial. Hoje vou indicar um filme excelentíssimo, o aclamado Eternal Sunshine of the Spotless Mind, ou em português, Brilho Eterno de uma mente sem lembranças.
Então é isso minha gente, peguem seu amor e vamos lá.
Joel (Jim Carrey) e Clementine (Kate Winslet) formavam um casal que tentaram fazer com que o relacionamento desse certo. Desiludida com o fracasso, Clementine decide esquecer Joel para sempre e, para tanto, aceita se submeter a um tratamento que retira de sua memória os momentos vividos com ele. Após saber de sua atitude Joel entra em depressão, frustrado por ainda estar apaixonado por alguém que quer esquecê-lo. Decidido a superar a questão, Joel também se submete ao tratamento experimental. Porém ele acaba desistindo de tentar esquecê-la.
Contando com direção de Michel Gondry e roteiro de Charlie Kaufman, o filme ainda conta com um elenco no mínimo estelar, com Kirsten Dunst no papel da assistente Mary, Mark Ruffalo como Stan, o técnico do processo de apagar memorias e por fim Elijah Wood, isso aí, o Frodo, como Patrick. O filme começa de maneira atemporal, aparentemente o diretor adora fazer com que nos perguntemos: Estamos no início de uma linha ou no meio de um ciclo? O que aconteceu realmente está no passado? Na verdade, é apenas um recurso que ele usa para fazer os espectadores pensarem. Depois que Jim narra o começo, a história passa a ter até um tom cômico, sendo que os traços dos dois protagonistas são rapidamente mostrados.
Mas não pense você que os outros personagens são apenas secundários não, pois eles têm arcos de história distintas, porém relacionados que ocorrem durante o apagamento da memória de Joel. Patrick, um dos técnicos da Lacuna, está em um relacionamento um tanto controverso. Mary, a recepcionista da Lacuna, está namorando outro técnico, Stan. Ao passo que demonstra sem receios uma queda pelo médico mais velho e dentro de suas linhas de histórias ocorrem também plot twist.
No fim, quando você acha que está entendendo onde tudo aquilo vai dar, há uma reviravolta e a história muda de direção e até de estilo.

Roteiro: Cheio de mudanças, com histórias paralelas que são muito bem contadas e interpretadas por atores que desempenham um ótimo papel, mesmo fora de sua zona de conforto, o filme se trata de uma guerra entre o esquecer e o lembrar. Estamos falando de um filme que nos desafia a pensar e pode não ser muito bom para quem não está muito a fim disso.

Feliz é o destino de um inocente sem culpa. Esquecendo do mundo e por ele sendo esquecido. Brilho eterno de uma mente sem lembranças. Toda prece é ouvida. Toda graça se alcança.

Personagens:
Carrey: Devo confessar que tenho uma admiração enorme por Jim, aqui ele prova mais uma vez que é um ótimo ator dramático, mudando tudo, do corte de cabelo até a voz que assume um tom mais grave, passando a ideia de introspecção.
Winslet: Neste filme ela está demais, digo isso porque Clementine é uma mulher um pouco tempestuosa, volátil e que age de maneira impulsiva, mas que ao mesmo tempo vai direto ao ponto, sem rodeios.
Dunst: Peça mais importante do que aparenta no desenrolar de todo o filme, tendo participações de suma valia em todos os eixos da história. Eu gostei muito do desenvolvimento dela e gosto dela também.
Ruffalo: Ver um Mark com cara de garotão não tem preço. A história paralela envolvendo ele e a atriz de cima é no mínimo interessante, com algumas reviravoltas para os dois que seguem um eixo a parte, ainda que corra bem junto do conto dos dois apaixonados que apagam a memória.
Wood: Ele está aqui mais como uma complementação de peso, podendo ou não ter uma participação importante para a trama. (Deixo ao critério de vocês avaliar isso)

Trilha sonora, fotografia? Quem liga? Hoje é dia dos namorados, abrace seu amor e vá assistir esse filme, vocês economizam uma grana e tem uma ótima diversão.

"Por que me apaixono por toda mulher que me da o minimo de atenção?
Sou incapaz de olhar nos olhos de uma mulher que não conheço. (Carrey)"

[RESENHA] Silêncio por Becca Flitzpatrick

Olá pessoal! Hoje é dia da resenha do terceiro livro e penúltimo livro da série Hush Hush. Vamos conferir? Eu ando um pouco sumida, mas culpo a faculdade com sua semana de provas e a preocupação com notas e tudo o mais, mas ta acabando o bimestre de novo! Uhul....

Tradução de: Silence
Autor(a): Becca Flitzpatrick
Páginas: 301
Editora: Intrínseca
Ano: 2012
Compre em :  SaraivaCompare preços

NEWSletter

Blog Archive