Leitura Bilíngue: Eleanor & Grey

Postado em 4 de dezembro de 2020 às 05:47

Hey cupcakes! Hoje eu quis trazer uma postagem um pouco diferente para vocês e que tive a experiência nesse ano de 2020: ler em português e em inglês um mesmo livro e, como eu havia feito algumas marcações no Kindle e depois comparei com a leitura em português... Por que não?


Continue lendo para conferir um pouco da experiência!

Comecei a aumentar meu leque de leituras em inglês nesse ano de 2020, e o primeiro livro que li nesse ano foi Eleanor & Grey. Qual não foi a minha surpresa ao descobrir que o livro seria lançado no segundo semestre de 2020? 

Descobri que ia sair na caixa da Carina Rissi da Galera Record a edição em português e comprei antes do lançamento oficial só por causa desse livro... Eu me apaixonei nas duas edições de formas diferentes. Algumas frases gostei mais em português, outras mais em inglês, mas no final de tudo, foi a história me conquistou por vários motivos. Confira a resenha completa aqui no blog e confira abaixo alguns pontos para serem levados em consideração.

  1. Tradução não é ao pé da letra, claro
    Algumas frases precisam ser traduzidas para o nosso contexto também, além disso, coisas mudam de uma edição para a outra.  

    “How do you know what I like?” 
    I glanced around and shrugged. “I’m just assuming.” 
    “Well, you shouldn’t. If you want, you can hang out with me and really get to know me,” he offered. 
    “We don’t really come from the same kind of world, Greyson. You’re you, and I’m me.”

    - Como você sabe do que eu gosto?
    Olhei ao redor e dei de ombros.
    - É só uma suposição.
    - Bem, você não deveria fazer suposições. Se quiser, pode sair comigo e me conhecer de verdade - propôs ele.
    - Nós não vivemos no mesmo mundo, Greyson.

    “I wanted to do that for you. I wanted to give you something else to think about, and I didn’t want you to feel alone.” I wasn’t certain that this boy was real. Even in my novels the heroes weren’t that sweet.


    Eu quero fazer isso por você. Quero te dar uma coisa diferente pra pensar. Não quero que você se sinta sozinha,
    Eu não tinha certeza se aquele menino era real.
    Nem nos meus livros os heróis eram tão fofos assim.

  2. Rapidez na Leitura
    Muitas pessoas conseguem ler muito rápido um livro em inglês, assim como em português, ou até mais rápido. Para minha leitura, ainda está um pouco mais lenta que a leitura em português e tento não ligar muito pra isso - tento entender o máximo que posso sem traduzir tudo ao pé da letra. 
    Se você fica ansioso pela história, isso pode ser um pouco frustrante, não entender logo de cara e também perder algumas coisas. Uma coisa que aconteceu comigo nesse livro foi que existe ,em determinado ponto da história, um acontecimento. Esse acontecimento é muito importante porque ele afeta a descrição física e comportamental de determinado personagem. Não entendi logo de cara, então tive que reler algumas vezes e traduzir outras partes para entender tudo - em português, seria lido de forma direta, por exemplo.  
    Mas, acredito que com o tempo e conforme vamos lendo mais em outra língua, vamos nos acostumando à escrita do autor na linguagem original, além de conhecer outros termos.

  3. Diagramação em inglês
    Diferentemente da maior parte das nossas publicações nacionais, que, por exemplo, em falas, temos a regra de usar travessões, em inglês elas são divididas por aspas. Já li alguns livros em português com essa regra também, porém não é muito utilizada. 

  4. Analogias
    Algo na Brittainy que muito me agrada se perde um pouco nas edições em português. Por exemplo, Greyson é o nome do protagonista. O apelido dele é Grey assim como seus olhos, que são cinzas, mas em português. Em inglês, a analogia com gray (a cor) e o apelido dele, fica bem nítido. 
    Outro livro que acontece isso é Vergonha, da autora. A protagonista chama Grace e o livro, em inglês, tem o nome de Disgrace.

  5. Valores das edições e tradução
    A edição americana de Eleanor & Grey está disponível para leitura no Kindle Unlimited, então se você está no mês grátis ou assina o programa, você pode emprestar e ler gratuitamente. Se você comprar a edição de capa comum, ela pode ser encontrada no The Book Depository por aproxima
    A edição brasileira não está disponível no programa, porém está disponível para compra. No entanto, a edição de capa comum compensa mais, porque entre os dois, o ebook Kindle está apenas 4,00 mais barato no momento dessa postagem.

  6. Capas
    Tive que colocar esse ponto porque ambas são muito diferentes e eu, particularmente, acho as duas muito bonitas à sua maneira, apesar da edição americana ser minha favorita. A edição brasileira tem algo de muito belo que me lembra reencontro, um pouco da capa de Um Dia, pelo encontro/reeencontro. Combina muito com o livro... 


Gostei muito de ter essa experiência e quero repetir para outros livros, com toda a certeza. Eu me apaixonei tanto por esse livro que vocês não tem noção.

Infelizmente, tivemos alguns problemas recentes com a Galera Record em relação a traduções e o cuidado com as palavras das edições americanas de alguns autores. No momento, não me recordo de grandes diferenças dessa edição - se alguém tiver algum comentário, pode me chamar - estou aberta aos spoilers hehehe

E vocês, sentem muita diferença lendo livros em inglês e em português? O que vocês mais gostam - ou menos gostam nesse tipo de leitura?



[RESENHA] Rainha do Ar e da Escuridão, de Cassandra Clare

Postado em 2 de dezembro de 2020 às 05:16

Hey cupcakes! Como vocês estão? Hoje é dia de resenha do livro Rainha do Ar e da Escuridão, da autora Cassandra Clare, publicado pela Galera Record aqui no Brasil.

TítuloRainha do Ar e da Escuridão (Queen of Air and Darkness)
Série: Os Artifícios das Trevas
Volume: 3
Autor: Cassandra Clare
Páginas: 742
Editora: Galera Record
Gênero: Romance / Fantasia /Literatura Estrangeira

SinopseSangue inocente foi derramado nos degraus do Salão do Conselho, e o mundo dos Caçadores de Sombras se encontra à beira de uma guerra civil. Parte da família Blackthorn foge para Los Angeles, em uma tentativa de descobrir a origem da doença que está acabando com os bruxos. Enquanto isso, Julian e Emma tomam medidas desesperadas e embarcam em uma perigosa missão para o Reino das Fadas a fim de recuperar o Volume Negro dos Mortos. O que encontram é um segredo capaz de destruir o Mundo das Sombras e abrir um caminho tenebroso para um futuro que nunca poderiam ter imaginado. Em uma corrida contra o tempo, Emma e Julian devem salvar o mundo dos Caçadores de Sombras antes que o poder mortal da maldição parabatai destrua tudo o que amam.

Continue lendo para conferir a resenha sem spoilers!

Gírias do mundo literário

Postado em 27 de novembro de 2020 às 05:18

Hey cupcakes! Hoje em dia com a internet, muitas gírias e tudo que se renova a cada dia, claro que o mundo literário não iria ficar pra trás, né? Então vim trazer pra vocês também entenderem algumas gírias do mundo literário que me confundiram bastante e pode ser também a dúvida de muita gente. Algumas vocês já conhecem e outras já viram por aí e hoje trago algumas!

Continue lendo para conferir!

[RESENHA] Total Imprevisto, de Helô Delgado

Postado em 25 de novembro de 2020 às 05:32

Hey cupcakes! Como vocês estão? Hoje é dia de resenha do livro Total Imprevisto, da autora Helô Delgado, publicado pela Qualis aqui no Brasil.


TítuloTotal Imprevisto
Série: -
Volume: 1
Autor:Helô Delgado
Páginas350
Editora: Qualis
Gênero: Romance / Drama /Literatura Nacional

SinopseUma vida perfeita e certa. Até que tudo se desmorona. Catarina tem tudo o que sempre quis: uma carreira de sucesso, uma casa maravilhosa, carros, marido, uma gata e um cachorro. Tem o pacote completo, ou o que pensa ser uma vida feliz. Sua rotina se resume a se dedicar ao seu trabalho e ao seu casamento. Filhos estão completamente fora dos seus planos. Na verdade, sabe que uma gravidez seria um grande empecilho, por isso nunca cogitou ser mãe. Tudo corre perfeitamente bem, até que se encontra no meio do olho de um furacão ao receber notícias um tanto quanto complicadas de serem aceitas. Sentindo-se traída e pisando cacos de vidro, batalha para se adaptar a uma nova realidade, um novo desafio e, por que não, um novo amor.

Continue lendo para conferir!

5 livros para o dia da Consciência Negra

Postado em 20 de novembro de 2020 às 11:33

Hey cupcakes! Hoje é 20 de novembro e também o dia da Consciência Negra - o dia foi escolhido ao homenagear Zumbi, o líder do Quilombo dos Palmares e ícone da resistência negra aqui no Brasil, que morreu em 20 de novembro de 1695. E com o preconceito ainda muito presente, é importante que renovemos a consciência e também nos coloquemos no lugar do próximo. Hoje quis mostrar alguns livros que trazem personagens negros que também trouxeram sua força, amor e vários sentimentos para nos despertar.

Continue lendo para conferir o que trouxe de livros pra vocês!