[RESENHA] E se fosse verdade?, de Penelope Ward e Vi Keeland

Postado em 23 de março de 2022 às 06:30

Hey cupcakes! Hoje é dia de resenha do livro E Se fosse Verdade?, da Penelope Ward e Vi Keeland lançado pela Editora Charme, dessa vez é um slow burn de deixar o coração quentinho.

resenha do livro e se fosse verdade da penelope ward e vi keelandTítulo: E se fosse verdade? (Not Pretending Anymore )
Série: -
Volume: 1
Autor(a): Penelope Ward e Vi Keeland
Páginas: 405 páginas
Editora: Charme
Gênero: Romance / Slow burn / Literatura Estrangeira
Sinopse: Encontrar um bom colega de casa pelos classificados não é tão fácil quanto parece. Eu estava começando a perder a esperança. Até alguém bater na minha porta e Deus ouvir minhas preces.
Só que… ãh… prece errada, Deus.
Eu realmente tinha pedido mais de uma vez para o cara lá de cima encontrar um homem lindo de morrer para mim… só que não como meu colega de casa. Por mais que ele fosse divertido e carismático, eu não ficaria confortável morando com um homem, então eu lamentavelmente recusei. Mas aí apareceram cupcakes na minha porta ― recém-feitos por Declan e tão deliciosamente pecaminosos quanto ele. Pode-se dizer que ele era persistente.
Em certo momento, cedi. Não tinha outro candidato viável, de qualquer forma. Além do mais, eu estava interessada em outra pessoa. E Declan, em outra mulher. Portanto, nada aconteceria no quesito romance. Quando ele se mudou, nos tornamos melhores amigos. Até começamos a dar conselhos um para o outro sobre como fazer nossos crushes prestarem atenção em nós.

Eventualmente, Declan teve uma ideia: deveríamos fingir sermos um casal para deixar nossos interesses amorosos com ciúme. Fiquei hesitante, porém concordei, mesmo assim. Para minha surpresa, seu plano maluco deu certo. Agora eu estava saindo com o suposto homem dos meus sonhos, e o meu melhor amigo, com a mulher dos sonhos dele.

Mas havia um problema.
Eu não conseguia parar de pensar em Declan.
Sabe aqueles sentimentos que estávamos tentando fingir?
Pois é… Eu não estava mais fingindo.

Quadrinho O Condado de Essex, de Jeff Lemire

Postado em às 06:30

Hey cupcakes! Hoje é dia de falar de um quadrinho que li e se chama Condado de Essex, do Jeff Lemite. 










O Condado de Essex é um quadrinho sensível e triste, mas que traz reflexão sobre família, introversão, como usamos válvulas de escape para esquecer um pouco daquilo e como nossas válvulas são totalmente fundadas em nosso passado e como ele pode nos afetar. As histórias se entrelaçam de forma muito inteligente. Jeff Lemire arrasou!

Capas pelo Mundo #15 - Layla, de Colleen Hoover

Postado em 18 de março de 2022 às 06:30

Hey cupcakes! Hoje é dia de capas pelo mundo com a Colleen Hoover e o meu favorito dela até o momento: Layla! Vim trazer os detalhes ao redor do mundo com ele, continue lendo pra conferir tudo!

capas pelo mundo do livro layla da colleen hoover

Continue lendo para conferir!

[RESENHA] Western Waves, de Brittainy Cherry

Postado em 16 de março de 2022 às 06:30

Hey cupcakes! Hoje é dia de trazer resenha de Western Waves, o terceiro livro da série Compass que vai ser publicado esse ano aqui no Brasil pela Galera Record. O livro já está disponível no Kindle Unlimited.

western waves capa do livroTítulo: Western Waves (Ondas do Ocidente)
Série: Compass 
Volume: 3
Autor(a): Britttainy C Cherry
Páginas: 374 páginas
Editora: publicação pela Amazon
Gênero: Romance / Ficção / Literatura Estrangeira
Sinopse: Eu e Jack fizemos tudo ao contrário. No dia que me atraiu para seu escritório – e que também foi o dia que nos conhecemos –, ele me propôs casamento. Qualquer um pensaria que um cara como ele – talvez um pouco frio, mas de uma beleza impressionante e muito inatingível – só faria esse tipo de proposta ao amor da sua vida, certo? Qualquer um pensaria que ele deveria estar loucamente apaixonado.
Não. A proposta foi feita a mim. Uma completa estranha, que nunca tinha ouvido falar dele. Uma estranha que fora dispensada pelo noivo algumas semanas antes. Qualquer um pensaria que eu iria rir na cara dele, chamá-lo de louco – e alguns outros nomes – depois ir embora o mais rápido possível. Bem... eu fiz todas essas coisas, exceto a parte de ir embora.

Demorou apenas alguns minutos para me convencer a aceitar o negócio... Bem, quero dizer, casamento, e apenas alguns dias para oficialmente nos enlaçarmos. O dia mais feliz da minha vida. Mágico. Regado a champanhe... Não. Foi o pior dia. Jack Hawthorne não era nada do que eu queria para mim.
Eu o culpei pelo meu lapso de julgamento. Culpei seus olhos, em um tom de oceano, que olhavam diretamente para os meus sem desculpas, e aquela carranca em seu rosto pela qual eu não tinha ideia de que ficaria tão fascinada com o tempo.

Pouco depois de ele dizer que eu era o maior erro da sua vida, as coisas começaram a mudar. Não, ele ainda não falava muito, mas qualquer um é capaz de proferir algumas palavras. Suas ações falaram mais alto para mim. E, dia após dia, meu coração começou a ter vontade própria.

Em um segundo, ele não era ninguém. No próximo, ele se tornou tudo.
Em um segundo, ele era inatingível. No outro, parecia ser completamente meu.
Em um segundo, pensei que estávamos apaixonados. No outro, não passava de uma mentira.

Afinal, eu era Rose, e ele era Jack. Estávamos condenados desde o início com esses nomes. Quem poderia esperar mais alguma coisa?

Words Challenge 2022 - Cowboy

Postado em 11 de março de 2022 às 06:30


Hey cupcakes! Como vocês já sabem, eu e a Alê do blog Estante da Alê anualmente preparamos com muito carinho um desafio de palavras durante o ano todo, onde podemos nos desafiar e trazer um texto diferenciado no conteúdo dos nossos blogs. No ano de 2021, fizemos alguns clichês que amamos - cada mês um tema. E, nesse ano, os clichês continuam, porque tem muito clichê e muitos crushes! Os temas são diferentes e esperamos que vocês possam curtir e continuar nos acompanhando no Insta Rascunhando Memórias. Que tal conferir o nosso tema da vez na minha versão de um Cowboy bem interessante?

words challenge desafio palavras bill juliette 2022

Continue lendo para conferir!