[PEGA A PIPOCA] Filme Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças

Postado em 12 de junho de 2015 às 18:26 por

Salve, salve galera. Hoje é dia dos namorados, uma data especial, principalmente para quem tem aquela pessoa especial e em homenagem a esse dia, o Pega a Pipoca de hoje vai ser especial, porque tá tudo especial. Hoje vou indicar um filme excelentíssimo, o aclamado Eternal Sunshine of the Spotless Mind, ou em português, Brilho Eterno de uma mente sem lembranças.
Então é isso minha gente, peguem seu amor e vamos lá.
Joel (Jim Carrey) e Clementine (Kate Winslet) formavam um casal que tentaram fazer com que o relacionamento desse certo. Desiludida com o fracasso, Clementine decide esquecer Joel para sempre e, para tanto, aceita se submeter a um tratamento que retira de sua memória os momentos vividos com ele. Após saber de sua atitude Joel entra em depressão, frustrado por ainda estar apaixonado por alguém que quer esquecê-lo. Decidido a superar a questão, Joel também se submete ao tratamento experimental. Porém ele acaba desistindo de tentar esquecê-la.
Contando com direção de Michel Gondry e roteiro de Charlie Kaufman, o filme ainda conta com um elenco no mínimo estelar, com Kirsten Dunst no papel da assistente Mary, Mark Ruffalo como Stan, o técnico do processo de apagar memorias e por fim Elijah Wood, isso aí, o Frodo, como Patrick. O filme começa de maneira atemporal, aparentemente o diretor adora fazer com que nos perguntemos: Estamos no início de uma linha ou no meio de um ciclo? O que aconteceu realmente está no passado? Na verdade, é apenas um recurso que ele usa para fazer os espectadores pensarem. Depois que Jim narra o começo, a história passa a ter até um tom cômico, sendo que os traços dos dois protagonistas são rapidamente mostrados.
Mas não pense você que os outros personagens são apenas secundários não, pois eles têm arcos de história distintas, porém relacionados que ocorrem durante o apagamento da memória de Joel. Patrick, um dos técnicos da Lacuna, está em um relacionamento um tanto controverso. Mary, a recepcionista da Lacuna, está namorando outro técnico, Stan. Ao passo que demonstra sem receios uma queda pelo médico mais velho e dentro de suas linhas de histórias ocorrem também plot twist.
No fim, quando você acha que está entendendo onde tudo aquilo vai dar, há uma reviravolta e a história muda de direção e até de estilo.

Roteiro: Cheio de mudanças, com histórias paralelas que são muito bem contadas e interpretadas por atores que desempenham um ótimo papel, mesmo fora de sua zona de conforto, o filme se trata de uma guerra entre o esquecer e o lembrar. Estamos falando de um filme que nos desafia a pensar e pode não ser muito bom para quem não está muito a fim disso.

Feliz é o destino de um inocente sem culpa. Esquecendo do mundo e por ele sendo esquecido. Brilho eterno de uma mente sem lembranças. Toda prece é ouvida. Toda graça se alcança.

Personagens:
Carrey: Devo confessar que tenho uma admiração enorme por Jim, aqui ele prova mais uma vez que é um ótimo ator dramático, mudando tudo, do corte de cabelo até a voz que assume um tom mais grave, passando a ideia de introspecção.
Winslet: Neste filme ela está demais, digo isso porque Clementine é uma mulher um pouco tempestuosa, volátil e que age de maneira impulsiva, mas que ao mesmo tempo vai direto ao ponto, sem rodeios.
Dunst: Peça mais importante do que aparenta no desenrolar de todo o filme, tendo participações de suma valia em todos os eixos da história. Eu gostei muito do desenvolvimento dela e gosto dela também.
Ruffalo: Ver um Mark com cara de garotão não tem preço. A história paralela envolvendo ele e a atriz de cima é no mínimo interessante, com algumas reviravoltas para os dois que seguem um eixo a parte, ainda que corra bem junto do conto dos dois apaixonados que apagam a memória.
Wood: Ele está aqui mais como uma complementação de peso, podendo ou não ter uma participação importante para a trama. (Deixo ao critério de vocês avaliar isso)

Trilha sonora, fotografia? Quem liga? Hoje é dia dos namorados, abrace seu amor e vá assistir esse filme, vocês economizam uma grana e tem uma ótima diversão.

"Por que me apaixono por toda mulher que me da o minimo de atenção?
Sou incapaz de olhar nos olhos de uma mulher que não conheço. (Carrey)"

Você também pode gostar de:

13 comentários

  1. Oi LP!
    Esse filme está na minha lista a um tempããããão, mas eu nunca consigo assistir.
    Vou tentar ver esse final de semana, não gosto do Jim Carey, mas adoro da Kate Winsley.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá
    não tinha visto nada sobre esse filme, ate porque eu não gosto de ver filmes rssr (muito loko, né?) mas sempre que me bate uma vontade eu assisto muitos, vou colocar esse na lista
    Bjks
    Passa Lá No Meu Blog - http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Confesso que não conhecia o filme. Mas, depois dessa sua dica, impossível não querer assistir.
    Assim que tiver tempo, vou conferi-lo.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de junho. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Esse é um dos meu filmes favoritos da vida. Identifico-me demais com o personagem do Joel e adoro a cena do "meet me in montauk" que eles estão na casa da praia.
    Amei a indicação.

    Beijos
    Espero sua visita =)
    http://numrelicario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Adoro esse filme! Ele é tão rico e profundo. É ótimo para refletir.
    Beijos

    http://itsfangirltime.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. LP,
    vou comentar aqui por motivos de: ESTOU BUSCANDO ESSE FILME PARA ASSISTIR.
    Obrigada por mais esse pega a pipoca tão ótimo
    e por essa dica tao incrivel - aparentemente acho que vou gostar muuuuito!
    vou lá "buscar" ;)

    beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi Luiz,
    Acredita que até hoje não assisti esse filme?
    Mas adorei saber sua opinião, a temática parece ser interessante e adoro os atores!

    Tem amor que acho que gostaria de esquecer kkkk

    bjs e tenha um ótimo domingo
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  8. Já faz um tempinho que ouço falar desse filme e to querendo ver... Parece ser muito bom, e seu texto só ajudou mais.
    Adorei a indicação,
    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Amo muito esse filme, me deu até vontade de rever!
    Bjs

    www.entrefotoselivros.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, Luis!
    Brilho Eterno é um dos meus filmes favoritos da vida. Enquanto lia a sua resenha todo o filme veio a minha cabeça, preciso revê-lo urgente! haha Boa análise e ótima indicação de filme :)
    Abraços.
    Gabriela
    http://www.rascunhocomcafe.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi Luiz,
    Tudo bem? Ainda não vi esse filme, mas tenho vontade porque já li muitas criticas positivas a respeito dele.
    Não sou muito de filmes romântico, mas esse parece ser mais para pensar mesmo, então eu gosto.
    Vou procurar por ele na locadora! Dica anotada!

    Beijussss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/BlogMenteHipercriativa

    ResponderExcluir
  12. Esse filme é lindooooooooooo
    (apesar de bem confuso, rs)
    Jim e Kate (olha as intimidades), como sempre, atuando magnificamente bem!
    Deu até vontade de ver de novo

    Beijos,
    Duas Leitoras

    ResponderExcluir

NEWSletter

Blog Archive