[RESENHA] Daisy Jones & The Six, de Taylor Jenkins Reid

Postado em 11 de novembro de 2020 às 05:43

Hey cupcakes! Como vocês estão? Hoje é dia de resenha do livro Daisy Jones & The Six,da autora Taylor Jenkins Reid, publicado pela Editora Paralela aqui no Brasil.

TítuloDaisy Jones & The Six
Série: -
Volume: 1
AutorTaylor Jenkins Reid
Páginas320
Editora: Paralela
Gênero: Romance / Literatura Estrangeira

SinopseEmbalado pelo melhor do rock'n'roll, um romance inesquecível sobre uma banda dos anos 1970, sua apaixonante vocalista e o amor à música. Da autora de Em Outra Vida, Talvez?. Todo mundo conhece Daisy Jones & The Six. Nos anos setenta, dominavam as paradas de sucesso, faziam shows para plateias lotadas e conquistavam milhões de fãs. Eram a voz de uma geração, e Daisy, a inspiração de toda garota descolada. Mas no dia 12 de julho de 1979, no último show da turnê Aurora, eles se separaram. E ninguém nunca soube por quê. Até agora. Esta é história de uma menina de Los Angeles que sonhava em ser uma estrela do rock e de uma banda que também almejava seu lugar ao sol. E de tudo o que aconteceu — o sexo, as drogas, os conflitos e os dramas — quando um produtor apostou (certo!) que juntos poderiam se tornar lendas da música. Neste romance inesquecível narrado a partir de entrevistas, Taylor Jenkins Reid reconstitui a trajetória de uma banda fictícia com a intensidade presente nos melhores backstages do rock'n'roll.

Continue lendo para conferir a resenha sem spoilers!
RESENHA

Dia de resenha de livro de Taylor Jenkins que não consegui fazer imediatamente após a leitura, apesar de ter surtado ao descobrir que vai virar série pela Amazon. Em Daisy Jones & The Six vamos conhecer um pouco da banda homônima dos anos 70 e uma linda história cheia de amor e muita música. Essa banda dominava as cabeças nos anos 70, lotava plateias e conquistava milhões de corações com suas música cheias de batidas, solos de guitarra e letras repletas de sentimentos. A vocalista Daisy? Bom, ela era a inspiração de toda a garota nessa época. A banda se separou no último show da turnê Aurora, de repente. E isso ficou no passado. Será? 
"E se me passar seu telefone, vou compor uma música sobre você." 
Foi aí que ela cedeu. Não é o tipo de coisa que funciona com todas as mulheres. Geralmente só com as melhores.
Pág. 30
Todo narrado em formato de entrevistas, Daisy Jones & The Six realmente não é o tipo de livro que leio - carregado de sexo, drogas e Rock & Roll, ele mostra realmente como seria uma rotina de uma banda de rock e representa muito do que a gente vê nos filmes que retratam a vida de músicos muito famosos por aí. Isso me incomodou logo de início - não é o tipo de leitura que eu me apego facilmente por ser um tema que eu não me identifico. Mas, aos poucos, a história vai tomando forma e eu realmente estava acreditando que a banda foi real e existiu nos anos 70 - mesmo sabendo que era uma história de ficção.
Vida boa, né? Só que a vida boa nunca é boa para a vida.
Pág. 54
Ah! Taylor Jenkins Reid sabe muito bem como construir e como surpreender o leitor no final da história. Por mais que você duvide no início, aposto que no final vai se surpreender com o rumo que a história tomou e se encantar com cada um dos personagens e tentar entender porque eles são ou porque estão fazendo o que fazem. Vai entender a motivação de cada um e até querer dar um abraço neles depois de tudo.
Acho que a gente precisa mostrar que tem fé nas pessoas mesmo quando elas não merecem. Caso contrário não seria fé, certo?
Pág, 82
Taylor Jenkins te tira da zona de conforto pois traz temas que você fica pensando como seria se fosse no seu lugar. Você abriria mão das coisas que os personagens abriram? Você teria essa atitude ou sequer pensou que poderia ter esse andamento?  Isso é correto? Errado? E por quê você está vendo desse jeito? Várias vezes engoli em seco e fiquei esperando que algumas coisas fossem mudar, mas grande parte do que acontece é pelos sentimentos dos personagens... Eles estão vivendo tão intensamente que você se vê vivendo com eles
Uma coisa legal na narrativa é que você não sabe quem está certo. Veja que, como temos vários pontos de vista, vamos conhecer um pouco da visão de cada um: Daisy, Billy, Camila, Graham, Eddie, Simone, Karen... Fizemos uma leitura coletiva pela Editora Paralela e foi unânime que existe um personagem que é bem difícil de gostar, mas não conto qual é! Os outros podem te conquistar, te fazer odiar e até mesmo ser enganado/a por eles.  
Esse é  problema das pessoas que nunca precisaram batalhar para ter as coisas. Elas não sabem dar duro para conseguir o que querem.
Pág. 190
Daisy Jones & The Six é um livro recomendadíssimo, te faz acreditar, rir e chorar, te faz querer ouvir todas as músicas no repeat - minha dica é ouvir lendo as músicas junto e sentir cada parte da história com mais carinho. E mal posso para ver a série e, mais importante, AS MÚSICAS. Ai, ai...
Às vezes parece que alguns de nós estão correndo atrás de nossos pesadelos da mesma forma que as outras pessoas correm atrás dos seus sonhos.
Pág. 168
Assim, minha dica é: leia Taylor Jenkins, saia da sua zona de conforto e viva algumas histórias apaixonantes e surpreendentes. Já resenhei por aqui Amor(es) Verdadeiro(s) e Os Sete Maridos de Evelyn Hugo. Já conferiram outros livros ou esse da autora? Gostaram?

Classificação: ⭐⭐⭐⭐

Aproveite e se dê uma assinatura no Prime (os primeiros 30 dias são grátis!) ou no Kindle Unlimited (os primeiros 30 dias também são grátis) 💓

Você poderá gostar de:

12 comentário (s)

  1. Oi, Pâmela. Tudo bem? Este livro está na minha lista de futuras leituras, espero gostar de o ler. Que bom que a leitura lhe agradou. Ótima resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Amei a resenha. Eu simplesmente amei todos os livros que linda autora e já tem um tempo que quero ler esse.
    Ela sabe muito bem como nos fazer acreditar numa história e só largar quando termina.
    Beijos
    http://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu terminei de ler esse livro ontem. No começo eu não fiquei empolgada para começar a ler, mas quando comecei não conseguia mais parar. Simplesmente maravilhoso. Fiquei muito feliz em saber que vai virar série.. Eu também achei que a banda tivesse existido de verdade rsrsrs.. já até procurei as músicas para ouvir :).. Esse livro é um mix de sentimentos.. Super recomendo a leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmm
      É um super mix de emoções, né?
      Eu também comecei a pesquisar as músicas, ai que doideira!
      Tomara que sejam tão lindas quanto a gente imagina, né?

      Excluir
  4. Eu nem tenho palavras para expressar o tanto que esse livro me deixou com raiva. Achei Daisy e Billie tão tóxicos que foi impossível gostar deles, e acho bizarro quem shippa esse casal credo. Sinceramente eu não pretendo ler outro livro dela nem tão cedo KK Já vi que as histórias não me chamam atenção.
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  5. Oi!

    Não conhecia esse livro. Parece interessante. O único livro sobre bandas musicais que li foi a biografia de Nightwish...seu post me lembrou que tenho que fazer uma resenha desse livro lindo. Obrigada :)

    Até!
    https://nsmoraes.com.br/

    ResponderExcluir
  6. O tanto que eu peguei no teu pé para ler Daisy Jones não tá escrito! kkkkkkkkk
    Ainda bem que você gostou, se não, eu ia ficar com cara de tacho! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÃO TA ESCRITO
      mas É VERDADE KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
      DPS QUE VC FALOU QUEM QUE IA SER O BILLY ENTÃO KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
      AÍ QUE DESANDOU DE VEZ DE SURTAR KKKK

      Excluir