Postado em 10 de agosto de 2018 às 07:03

Words Challenge 2018 - Dimitri

Hey cupcakes! Hoje é dia de Words Challenge e um personagem de um universo que eu e Alê gostamos muito: Anastasia.... Mas não vamos reescrever Anastasia e sim... Dimitri! Talvez o mais indicado seja você passar primeiro lá no Estante da Alê e depois vir conferir a segunda parte do desafio aqui... Acreditando ou não, ficou muito casado mesmo não tendo combinado nada entre a gente! Então confere aqui 👀


O desafio  
O Desafio das Palavras consiste em escolher seis palavras totalmente aleatórias e produzir um texto - aumentamos o número de palavras, sim!

E as palavras? 

Palavras: xícaras, lembranças, mel, inconsequente,amanhecer,inoportuno

E o resultado?


Posso vê-la observar as xícaras de chá, absorta em seus próprios pensamentos. Anya acrescenta mel à sua, e chego à conclusão de que o sabor talvez esteja amargo em relação às coisas que vem tendo que saborear em sua própria "nova" vida. Por que ela tem que provar para uma mulher que é sim a sua neta? Por que ela tem que aguentar os "nãos" quando poderia muito bem conviver com o que já tem?
Mas ela sabe, bem lá no fundo, que essa vida que vive não é a sua realidade... Na verdade, essa em que vivemos agora não é nem mesmo a minha. Eu posso vê-la verdadeiramente através de seus olhos, eu posso ver aquele último dia na mansão russa.  As lembranças que ela tem são as mesmas das quais eu participei, são as mesmas que eu me lembro com o fundo de uma canção que sempre tocava em dezembro.
Ela me olha curiosa, enquanto vê aquela que pensa que poderia ser sua avó observá-la rapidamente com desconfiança. Posso estar meio esperançoso demais, mas do jeito que a grã-duquesa olha para ela, bateria uma aposta de que antes mesmo do amanhecer estaria chamando Anya de Anastasia. É claro como água cristalina a forma com que esse nome afeta tanto a velha senhora e como ele faz cócegas no pescoço de Anya.
Agora eu preciso confessar. Posso parecer meio inconsequente, mas esse nome está fazendo tanto efeito nas minhas memórias e no que sinto por essa mulher, que eu tenho vontade de sair correndo e beijá-la. Dizer a ela que vai ficar tudo bem e que eu estou aqui para o que der e vier. Para o que precisar. Que posso pegar sua mão e vamos enfrentar isso juntos. Que não importa se ela não for mesmo a herdeira... Porque na verdade isso não importa. Importa que...
Eu sei, eu sei.... Muito inoportuno. Mas só não consigo evitar as memórias que aquele dezembro me traz, que a cor dos olhos, o cabelo castanhos e o sorriso singelo me lembram, não consigo evitar as imagens dançando no ar, os dias de felicidade que tínhamos mesmo com tempestades de neve assobiando lá fora. As gargalhadas e as enrascadas. Tudo que já vivemos juntos mesmo agora.
Não consigo evitar os sentimentos que se solidificam como gelo assim como não posso evitar um sorriso encorajador antes de ver Anya tentar mais uma vez aquilo que se tornou seu sonho. Ela acabou de entrar na sala com sua avó. E elas sabem quem são. Mas depois de tudo isso que vem acontecendo e aconteceu... Será que ela realmente sabe quem eu sou?

❤❤❤

2 comentários

  1. Oi Pam!
    Seu texto ficou tão lindinho quanto o da Ale, e tbm bem próximo dos pensamentos que o Dimitri teria! (amo esse personagem, aliás)
    Já disse que amo esse projeto de vcs? 💕
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Pâm!
    Menina do céu, que finalização mais maravilhosa você deu a esse texto! Adorei a forma como você encaixou as palavras desse desafio ao longo dos parágrafos, ficou tudo muito coerente e o texto teve um ritmo ótimo, mas preciso dizer que os dois últimos parágrafos foram os meus preferidos <3 . A forma como você relacionou traços do filme (meu amorzinho de infância, só pra constar) com as suas próprias palavras e criatividade, ficou maravilhoso!
    Não conhecia esse desafio, mas com certeza vou passar a acompanhar! ^-^

    Um super beijo, e uma ótima semana! :* <3
    www.inconstantecontroversia.blogspot.com

    ResponderExcluir

Desenvolvido por: Adorável Design Editado por: Pâm Possani