[RESENHA] A menina que conversava com o verão, de Sally Nichols

Postado em 14 de dezembro de 2017 às 15:11 por

Hey cupcakes! Hoje é  dia de mais uma resenha e, desta vez, com um livro com um título quase poético e uma capa estonteante. Já conheciam? Então vem comigo que eu vou contar o que eu achei!

Sinopse: Quem será o misterioso homem verde que somente Molly consegue ver? Após a morte de sua mãe, tudo muda para as irmãs Molly e Hannah. As duas meninas são mandadas pelo pai para morar com os avós numa pequena cidade do interior. Certa noite, Hannah decide fugir, e obriga a irmã a ir com ela. Em meio a uma forte tempestade, Molly vê um rapaz perseguido por uma matilha de cães e por um caçador com chifres. No dia seguinte, na coluna de uma velha igreja, Molly observa um rosto esculpido e percebe, estarrecida, que é o mesmo homem que ela viu sendo caçado no dia anterior! Existe algo de mágico nesse Homem Verde. A grama cresce à sua volta e árvores brotam sob o seu toque. Será ele fruto da imaginação de Molly... ou será um antigo deus esquecido? Se ele tem poder para devolver vida às plantas, não poderia também fazer a mãe de Molly retornar à vida? Esta enternecedora fábula sobre amor, perda e superação, em que o estado da alma dos personagens se confunde com as estações do ano, vai encantar leitores de todas as idades.

RESENHA
Sabe aquele dia que você passa pela livraria, vê um livro com capa bonita mas esquece o título? Só lembra que tinha uma menina na capa. E a capa tinha cor quente, de verão. Mas você esquece e puf. Simplesmente deixa passar. Até o dia que você volta para a livraria e vê o mesmo livro por menos de 20 reais e resolve comprar. E acaba se surpreendendo com algo que não espera! Então vamos ver o que achei do livro?
Nunca se deve rir de coisas que não se compreende - diz ela. - Se não tiver cuidado, elas podem acabar rindo de você.
pág. 41
Molly, a nossa personagem principal, é uma garotinha que acabou de perder a mãe e se vê perdida em certos anseios e receios que a vida parece acontecer mais e mais, mesmo com seu pai vivo, às vezes a sua ausência faz com que seja pior do que se não estivesse mais entre nós. Com o horário corrido do trabalho, o homem não vê condições de cuidar da menina e sua irmã Hannah, então elas acabam ficando com os avós. Mas talvez essa não seja a melhor saída, ou é a única que elas têm?
Gosto dessa história. Acho que é verdade, que a tristeza em alguém faz as coisas escuras e fritas, mas a alegria deixa tudo mais claro e brilhante.
pág. 96
Numa noite após uma briga com a avó, Hannah e Molly saem na noite para uma fuga que acaba sendo o momento em que Molly se perde da irmã para resolver retornar para casa... Até que ela ouve cascos de cavalo e encontra um homenzinho, dizendo para ela ir para casa, pois o homem com chifres, que estava o caçando, foi embora. Mas quem é esse homenzinho? Ele ficaria bem depois daquilo? Ela o encontraria novamente? Molly acaba descobrindo algumas coisas sobre o homenzinho... Uma delas é que, ele, na verdade, é o Deus do Verão, e ele estava fugindo do Senhor do Outono (o homem com chifres) e é aí que toda a saga começa. Deuses, lutas, o passamento das estações que vão mudando o temperamento e o significado de bem e mal, do que é bom hoje mas que pode ser ruim amanhã. O ser, estar e parecer, de fato.
- [...]A primavera vem sem que ninguém faça qualquer feitiço.
- Logo?
- No tempo certo. [...]
pág. 188
Sally Nichols trabalha muito bem com personagens novos - visto que as meninas podem ser consideradas crianças, ainda, elas tem de passar por coisas que às vezes como adultos não podemos lidar muito bem. Não diria que é um livro religioso, pois a questão dos deuses tem muito mais a ver com a forma que vemos a vida, e com o "andar da carruagem" que ela acaba tendo. É um livro que retrata os sentimentos em estações. Molly é uma personagem complexa mas que tenta ser simples, é singular e tem um jeito todo particular. Achei muito bonita a forma com que a autora a construiu, sendo tão crua mas doce, real mas sabemos que é ficção. É realmente a menina que conversava com o verão, e o nome por si só é uma metáfora ilusória ao verão, de fato. Lindo, lindo!  Acho que um livro que chegou próximo dos sentimentos foi como ler Extraordinário ou ainda Fique onde está e então corra, onde as narrativas são de crianças mas tratam de temas completos e complexos. Lida com o bullying, de certa forma, lida com tantos porquês e coisas que eu só posso dizer que esse é um bom livro para se ler em qualquer fase.
Se você tiver que inventar histórias, então pelo menos invente uma que faça sentido.
pág. 86
Capítulos curtos, páginas amarelas e fonte num tamanho confortável, até mesmo você vai querer conversar com o verão - ou até mesmo com o outono. Você gosta de impacto, palavras e frases poéticas e uma história curta? Esse livro pode ser o pedido certo para o momento.

Você também pode gostar de:

8 comentários

  1. Oiii Pam

    As vezes esses livros com histórias mais curtas são memsos perfeitos para certos momentos. Não conhecia essa dica, achei a capa super linda e realmente é poético até no titulo. Deixo a dica aqui anotada.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hey Alice!

      Verdade! É lindo mesmo apesar da poesia ser de fato um personagem mas é muito bom <3
      beijocas

      Excluir
  2. Maravilhosa sua resenha! Gostei tanto que acabo de tentar uma troca no skoob. Tomara que dê certo! Ansiosa para ler o livro!
    Um abraço,
    Drica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Drica! Obrigadaaa

      deu certo a troca? HAHAHA <3
      espero que sim1 <3
      beijocas

      Excluir
  3. Miga Pam.
    Estou tentando voltar a ativa. ME AJUDA!!!!!
    HAHAHAHAHAH
    Aliás, não conversamos sobre essa leitura, nem sabia dela! Interessante, preciso de histórias curtas e de efeito no meu momento atual.
    Beeeeeeeeeeeeijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, essa acabou nem dando tempo de comentar quando li! Essa autora tem dois livros, acho queo outro é na mesma pegada... Interessante, viu? Não é o melhoooooor mas curti, acho que dá pra mse aproveitar viu...
      Nem me fale de voltar a ativa kKKK
      beijocas

      Excluir
  4. Oie
    Não conhecia o livro e já fiquei curiosa. Adoro histórias mais rápidas. Adorei a dica de leitura.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmmm!
      Acho que voce vai amar esse <3
      de coração!

      Excluir

NEWSletter

Blog Archive