Words Challenge #8 - Desafio das Palavras

Postado em 7 de julho de 2017 às 15:20 por

Hey cupcakes! Hoje é dia de mais um MARAVILINDO desafio do nosso Words Challenge com a amiga querida e blogueira Alê do Estante da Alê e agora nosso tema foi doce (ou amargo) e as palavras surpreenderam. Vem conferir?




O desafio 
O Desafio das Palavras consiste em escolher cinco palavras totalmente aleatórias e produzir um texto. 

E as palavras?
 

Xícara. Magia. Compreensão. Melhor. Urso.
Tema: Esforço

Mas e o resultado?


Tudo que preciso é desenvolver novamente. Reconstruir aquele último resquício de realidade. Recortar aquela foto e fazer picadinho das partes que sobrarem. Escrever uma nova frase e reescrever a última palavra. Céus, por que está tão difícil ultimamente? Tudo aponta para um labirinto sem fim, perdida em meio a bilhões de palavras que são reinventadas todos os dias; fugindo do sufoco do sufrágio disso que chamam de amor.
Bato a xícara na mesa novamente. Isso está virando uma rotina que eu não gostaria de reviver todos os dias, não é algo que eu queira respirar cada segundo. Um pouco disso que eu entendo como a minha realidade agora. O chá acabou e tudo que me resta é um pouquinho de achocolatado em pó no armário, mas não sei se isso vai adoçar meu humor nesses tempos de cólera emocional e nem sei se quero.  Precisava de um limão. Bem azedo. Precisava de algo que me trouxesse a real compreensão do que vivo.  Eu desliguei a música e posso ouvir apenas meus dedos digitando a última mensagem no celular para um destinatário que não permeia meus sonhos, alguém que se importa o suficiente mas não aquele alguém que eu sempre esperei que fosse aparecer... E nunca apareceu. Bem, não até agora e duvido muito que um dia irá. Ah, essa ilusão.
Ilusão de pensar que alguns esforços realmente valem a pena e que algumas pessoas valem a pena o esforço. Mas será que valem mesmo? Tudo balela. Isso é só a magia que as palavras tem quando bem colocadas numa frase ou num contexto, bem diferente da vida em si. São só ilusões gramaticais e literárias que criamos para confortar um coração quebrado, que foi despedaçado ou que está se reconstruindo aos pouquinhos.
Eu sei. Respiro fundo mais uma vez.
Eu tento novamente.
Eu paro.
Mais duas páginas de arquivo e vou ficar melhor. Existem dias que o universo parece conspirar com esse aperto que insiste tomar meu peito, se alimentar dos meus medos e me aprisionar dentro de um abraço de urso que não tem nada de conforto ou esperança. Eu fecho os olhos. Eu desfaço os nós que se formaram no meu dorso e nos meus dedos e tento desanuviar a cabeça.
Simplesmente não dá.
"Respire fundo, você vai aguentar", sussurra uma voz na minha cabeça.
Está muito difícil continuar assim e sozinha ainda por cima.
Mas essa voz que chegou na minha cabeça... Não parece estranha... Parece real.
Poderia ela me ajudar?

Você também pode gostar de:

3 comentários

  1. MENINA!
    ME PERDOA!
    Eu esqueci de postar, acredita?
    São tantas coisas na cabeça... Mil perdões. Sério!
    Vou postar hoje para ficar até segunda... Sério! DESCULPA!
    Você viu como eu estou alienada? Preciso me organizar melhor.

    Aliás, esse texto ficou intenso, né? Gostei disso! <3

    ResponderExcluir
  2. Pâmmmmmm

    Que texto mais lindão, bem forte e ao mesmo tempo frágil e doloroso... gostei muitão! Às vezes tenho vontade de postar algo autoral lá no blog, mas tenho vergonha! Haahahaha

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  3. Sua lindaaaaaaa!!!!!
    Que texto tão maravilhoso <3
    Esse tipo de exercício é muito bom para exercitar a criatividade =D fazia muitos desses no tempo de escola, mas hoje em dia não sei se iria rolar. Acho que iria empacar um pouquinho ahahahha
    Então meus parabéns por conseguir escrever um texto tão delicado, profundo e doloroso seguindo essas "regrinhas".
    Um beijão e que venham mais e mais textos desses :)
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

NEWSletter

Blog Archive