[RESENHA] Uma Segunda Chance, de Colleen Hoover

Postado em 22 de junho de 2022 às 06:30

Hey cupcakes! Hoje é dia de resenha sem spoilers do livro Uma Segunda Chance publicado pela Record aqui no Brasil. 



Continue lendo para conferir!
Título: Uma Segunda Chance (Reminders of Him)
Série: -
Volume: 1
Autor(a): Colleen Hoover
Páginas: 368 páginas
Editora: Galera Record
Gênero: Romance / Drama / Literatura Estrangeira
Sinopse: Depois de passar cinco anos na prisão após um trágico acidente, Kenna Rowan retorna à cidade onde tudo deu errado, esperando poder viver ao lado da filha pequena. Mas agora os abismos criados por Kenna parecem instransponíveis. Todos ao redor da sua filha estão determinados a rejeitar Kenna, não importa o quanto ela tente provar que mudou.

A única pessoa que não a ignora é Ledger Ward, dono de um bar e um dos poucos elos que ainda lhe resta com a criança. Porém, se os moradores da cidade desconfiarem de que Ledger vem se tornando importante na vida de Kenna, ambos correrão o risco de perder tudo o que mais importa para eles.Com pontos de vista alternados entre os dois personagens, Uma segunda chance explora o quanto julgamentos apressados baseados em informações que podem não ser verdadeiras tem o potencial de acabar com a vida das pessoas.

RESENHA

Uma Segunda Chance, em minha humilde opinião, tem o título que combina muito com a história na tradução brasileira. Isso sim. Mas, como nunca estamos totalmente satisfeitos, acho que "As recordações dele" também tem muito a ver com a história.
Quando as letras são escritas uma a uma no papel, elas não parecem tão árduas; mas dizer a palavra em voz alta - "prisão" - é pesado pra cacete.
Pág. 31
Mais uma vez CoHo é mestre em criar histórias que nos tiram da zona de conforto e situações que ponderamos o que faríamos e o que não faríamos se estivéssemos no lugar dos personagens.
Quando as pessoas dizem que o mundo é pequeno, elas não estão brincando. É minúsculo. Microscópico. Superlotado.
Pág. 49
Kenna acabou de sair da prisão na qual ficou por cinco anos por causa de um acidente e uma acusação muito grave. Ela volta à cidade onde tudo começou para encontrar sua filha pequena e talvez recomeçar sua vida outra vez. Mas todos a rejeitam... Com exceção de Ledger, o dono do bar que tem contato muito próximo com a sua filha e com os avós da menina.
As pessoas acham que as mulheres que já foram presas têm uma aparência específica. Que nos comportamos de uma maneira específica. Que nos comportamos de uma maneira específica. Mas somos mães, esposas, filhas, humanas.
E tudo que queremos é uma única oportunidade, cacete.
Só uma.
Pág. 65
Aos poucos e de repente, os dois se conhecem e descobrem mais em comum do que imaginavam, e confesso que certas partes desse relacionamento me incomodaram demais. Tem hora que parece todo certo, e todo errado, e entendo, não estou julgando, mas que pra mim estar nessa situação também seria algo bem complicado. Aos poucos, a culpa, a situação e também uma virada de cenário bem CoHo é apresentada e muda muita coisa e opinião que temos no início. CoHo é mestre nisso, não é mesmo?
Por que ele tem que fazer essas gentilezas que o tornam tão atraente?  
Pág.234
Uma Segunda Chance não é o meu livro favorito, acho que por essas questões internas e por não me sentir em sintonia com eles. Talvez o momento que li? Talvez. Ainda assim, Uma Segunda Chance é um livro muito bom e que me fez pensar, questionar e também reaprender, entender um pouco cada lado e apreciar a leitura outra vez. Tem trechos fortes que vão te dar aquele tapa na cara necessário, sabe? São questões muito relevantes. Uma dica é pra você também dar uma segunda chance ao passar por esse livro, viu?

Classificação: ⭐⭐⭐★



Você poderá gostar de:

1 Comentário

  1. Oi, Pâmela. Como vai? Que bom que gostou, embora não o tenha favoritado. Fiquei curioso com a trama. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir