[RESENHA] Tempestades do Sul, de Brittainy Cherry

Postado em 29 de junho de 2022 às 06:30

 



Tempestades do Sul é o primeiro livro da série Bússola, traduzida de Compass, originalmente, agora publicado no Brasil. Confesso que li o segundo e o terceiro livro direto, sem passar pelo primeiro, pelo receio que acabei criando a com a história através dos anos.
Pra quê eu fui fazer isso? É Brittainy Cherry, logicamente eu ia gostar! Mas tinha minhas dúvidas. Então assim que descobri que a Record faria a publicação brasileira, não me apressei para ler a história de Jax em inglês, já que eu já o conhecia um pouco através do livro de Connor.... Mas eu estava enganada.
Já foi provado que sorrir bastante faz com que as pessoas achem que você está feliz.
Pág. 23
Dona Brittainy me trouxe uma outra visão. Sempre via o pessoal comentando muito sobre a semelhança com o livro Vergonha, tanto na premissa quanto no nome dos personagens. Pra quem não sabe, Jax é apelido pra Jaxson (sim sim e você acaba lendo como Jackson) e Jackson é o nome do principal de Vergonha e se pararmos pra ver, sim, existem semelhanças na história de Tempestades do Sul (Northern Storms) e de Vergonha.
No fim das contas, palavras não eram necessárias para trazer conforto. Às vezes, você só precisa que alguém se sente ao seu lado no meio das suas tempestades de pânico.
Pág. 119
Algumas das semelhanças: Jax e Jackson são as ovelhas perdidas da cidade, as mocinhas fogem do marido por algum motivo (eles são diferentes nos dois livros) e acabam encontrando nesses mocinhos perdidos grandes parceiros, os dois meninos tem problemas familiares diferentes e elas também não estão num mar de rosas com a família. Tem algo do passado que afeta os mocinhos de forma muito dolorida.
Mamãe dizia que as melhores pessoas são imperfeitas, porque as melhores aventuras da vida não vêm da perfeição.
Pág. 124
No entanto, insisto em dizer que os nuances de cada personagem me deram um quentinho no coração. Os diálogos cheios de carinho, o cuidado, o amor. Girassóis. Detalhes. As pequenas coisas que também fizeram Tempestades do Sul ser um livro que vale a pena sim ser visitado.
Como eu vou saber o que quero saber se não sei nada?
Pág. 130

Classificação: ⭐⭐⭐⭐★

Você poderá gostar de:

4 comentário (s)

  1. Amei a resenha. A Brittainy é uma autora que sempre sei que vou gostar dos livros, as histórias dela sempre são envolventes e deixam um quentinho no coração.
    Ainda não li esse livro, pois me falta ler uns 3 da autora antes. Não sabia das características parecidas com Vergonha, mas acho que como é uma leitura diferente não me afetaria.
    O livro 2 já sai esse ano mesmo, né?!
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Pâmela. Como vai? Que bom que gostou. Não li nenhum livro desta autora. Tenho curiosidade. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Pamzinha,
    Estou atrasada dos livros da Brittainy, mas acho que esse tem potencial para furar a fila dos anteriores. kkkk Eu amo demais essa capa mais 'simples' e que remete ao nome da série. ESSE, especificamente, foi um acerto da editora.
    É, ainda não superei o desastre que fizeram com minha Colleen, rs.
    beeeeeeeeeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li nada da autora, mas fiquei curiosa, obrigada pela indicação.

    Visite: https://tattooselivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir