Words Challenge 2021 - Online

Postado em 3 de setembro de 2021 às 05:19

Hey cupcakes! Como vocês já sabem, eu e a Alê do blog Estante da Alê anualmente preparamos com muito carinho um desafio de palavras durante o ano todo, onde podemos nos desafiar e trazer um texto diferenciado no conteúdo dos nossos blogs. Esse ano nossas postagens estão sendo mais completas, com direito a elenco, trilha sonora e cenários... Vocês poderão ver um pouquinho delas no Insta Rascunhando Memórias. Que tal conferir o nosso tema da vez na minha versão de Online?


Continue lendo para conferir!

Põe pra tocar: Don't Give Up on Me - Andy Grammer


Elenco:
Personagem Masculino: Christian Balic
Personagem FemininaStefanie Giesinger

Palavras:
raiz, amarelo, linguiça, rádio, flâmula e kobo.

DE: Shakespeare Solitario <ssolitario@bomemail.com>
PARA: Elizabeth não a Bennet <ebenete@bomemail.com>
DATA: 05 março 2016, 21:04
ASSUNTO: Onde você está?

Tenho algo muito importante pra falar pra você, Lizzie. Ou eu poderia te chamar de Cinderela. Uma princesa moderna que foge muito antes de encontrar o seu príncipe encantado.... Achando que já viu tudo nos livros que leu.
Você está enganada se pensa assim.
Por isso eu te peço uma chance para me conhecer.
Outra, das várias que eu já te mandei como indiretas e agora falo diretamente.

E se eu estivesse realmente bravo, eu te chamaria de... Mentirosa.

Não, não me olhe com essa cara de ultraje que eu sei que você faz com os seus emojis cheios de incógnita que me deixam louco.

Você disse que estaria lá, mas... Sumiu.
Virou fumaça e escapou por entre meus dedos.

Eu odeio ter que fazer isso por e-mail, mas todas as vezes que peço, você se nega a aparecer.
Toda vez que eu tento te ver, você se recusa a aceitar meu convite... Eu sou tão horrível assim?
Ardiloso, talvez..
Ou vai me dizer que a ideia de deixar um kobo emprestado em um lugar estratégico para você pegar e ler seus romances não foi algo positivo em relação à minha pessoa? E eu nem perguntei o porquê de todas aquelas capas de homens sem camisa.
Fala sério, Lizzie.
Você sabe que eu estou aqui, esperando para ser lido com todo o meu abdome definido do time de futebol americano da faculdade... Como você disse, certa vez, quando eu disse que participava.
Brincadeira, você sabe que eu não sou assim.
Calma, calma.
Estou chegando ao ponto... Ou eu deveria dizer... O primeiro sinal amarelo do e-mail... Ou talvez já esteja no segundo? Mas...
O que foi aquilo atrás das arquibancadas? Você simplesmente deixou ele lá e... Saiu correndo.
Outra vez.
Sem me deixar sabendo quem é você. Não tive nem tempo! O que me leva a acreditar que você sabe muito bem quem eu sou e está usando isso a seu favor... Ou para se esquivar de vez de mim, mas saiba que isso não vai acontecer.
Você tá me entendendo, Lizzie? Eu não vou desistir de encontrar você.
Eu já procurei seu sobrenome na intranet da universidade, mas não existe um sobrenome Benete. O que me leva também a pensar se você existe...
Cadê você?

DE: Shakespeare Solitario <ssolitario@bomemail.com>
PARA: Elizabeth não a Bennet <ebenete@bomemail.com>
DATA: 05 março 2016, 22:01
ASSUNTO: Eu sei que você leu

esse último e-mail e até agora não me deu resposta.

Tenho quase certeza.


Por quê, Lizzie?
Não me deixe falando sozinho nesse servidor à essa hora da noite.
Parte do e-mail, relendo agora, parece que eu estava apenas enchendo linguiça, mas eu não estava...
O velho rádio com as mesmas velhas canções estão tocando baixinho e eu só tenho uma recordação: a primeira de todas, quando você falou que amava ouvir Michael Jackson, sertanejo e soul e pensou que eu fosse parar de falar com você na primeira oportunidade. 
A verdade, é que essa tentativa de integração da faculdade entre os alunos não deu certo. 
Para os outros. 
Mas quando trocamos o primeiro e-mail, as primeiras palavras... De alguma forma eu sabia que não ia ser algo comum.
Foi há quatro meses esse primeiro contato.
E você me fez sorrir quando disse, numa noite especialmente difícil, que a notificação que chegou com meu último poema, foi o que deixou você esvaziar a mente para dormir mais tranquila.
Ah, Lizzie...
Você veio com a sua timidez, foto da Lindinha das Super Poderosas, me disse que era raiz e amava comer um hamburgão... Quando percebi, você já havia feito um bom estrago em mim.
Aliás...
Garota... Eu vou ficar bem bravo se você for um mano.
Eu sei que você não gosta do termo, mas não ligo. 
Agora, me diz, onde você está? Ainda está na faculdade? Eu estou na Biblioteca.
Me manda um sinal, Lizzie... Eu só queria te ver.

DE: Shakespeare Solitario <ssolitario@bomemail.com>
PARA: Elizabeth não a Bennet <ebenete@bomemail.com>
DATA: 05 março 2016, 22:10
ASSUNTO: O último da noite

Longe de ser o último de todos os correios
perto de ser o primeiro do envio do próximo dia
eu tento ajustar tudo no floreio
Eu tento me aproximar mais da sua vida

A flâmula que se acende é aquela que eu não posso apagar
Eu não consigo te afastar da minha m...

DE: Shakespeare Solitario <ssolitario@bomemail.com>
PARA: Elizabeth não a Bennet <ebenete@bomemail.com>
DATA: 05 março 2016, 22:14
ASSUNTO: agora sim

Ops, desculpa.
Cliquei errado... Eu ...
Ah, não, não..
Desculpa, Lizzie.
Deixa todos esses e-mails pra lá...

Boa noite, Lizzie.
Outra... hora... Conversamos.

DE: Elizabeth não a Bennet <ebenete@bomemail.com>
PARA: Shakespeare Solitario <ssolitario@bomemail.com>
DATA: 05 março 2016, 22:15
ASSUNTO: Tem certeza?

Eu acho que você deveria olhar pra trás.

• • •

Você poderá gostar de:

34 comentário (s)

  1. Uau, que história maravilhosa, já quero continuação rs. Goste demais.
    Beijos
    https://deliriosdeumaliteraria.blogspot.com/?m=1


    ResponderExcluir
  2. Oi, Pamela. Como vai? Menina ficou incrível, parabéns! Você se supera a cada nova história. Um abraço!



    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. AAAhhh, que história mais lindinha! Amei o texto! Vocês estão se superando a cada texto meninas, amo o projeto de vocês. Parabéns!
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  4. Oi Pam, tudo bem?
    Já tava ficando com pena dele, mas aí o e-mail final me acalmou ♥
    Acho esse tipo de narrativa epistolar super gostosa e diferente, então curti vê-la aqui no challenge também!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Prihh!!!
      ficou bonitinho, né???
      AHHHHHH fico muit felizzz
      muito obrigada de verdade!!! ♥♥♥

      Excluir
  5. SE TEM ALGO QUE A GENTE SABE FAZER É ARRASAR NOS SHIPS, PAMZINHA!
    QUE PERFEITOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
      ADOREI TANTO ESCREVER ESSE, ALE

      Excluir
  6. P.S.: Saudade de ler e escrever com você! Aqueles surtos são tão bons!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ADOROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!
      SAUDADES, alEEEEE

      Excluir
  7. Paaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaam!
    Por que faz isso com meu coração?
    eu quero uma continuação, lança um livro hahaha por favor?
    já tava entrando em desespero pelo pobre shakespeare solitário quando chego no último email e ai eu quase gritei aqui hahahaha
    amei! Ficou ótimo!

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAAAAAAAAAAAAAAAA
      BEM QUE QUERIA!!!!!
      HAHAHAHAHAHAHAHA
      DE VERDADE, OBRIGADA PELO COMENTÁRIO!!!!
      fiquei muito feliz!!!!

      Excluir
  8. Oi!
    Adoro quando em romances tem esse tipo de comunicação, sejam as cartas nos históricos ou mensagens e e-mails nos contemporâneos, adorei o resultado e principalmente os poemas do "solitário"!

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O solitário é apaixonante, né??
      aiiiiiii
      obrigada Gi!

      Excluir
  9. Adorei ler, Pam! Já te disse numa outra vez
    que estive aqui que você escreve muito bem.
    E o final foi perfeito e original!

    Beijos nas bochechas!
    Ane🌺😊

    ResponderExcluir
  10. Oieee.
    Eita que estou aqui já enlouquecida pelo resto da história! Menina sei que faz tempo que não venho por aqui. Mas lembro que te falei que você leva jeito com a escrita, se ainda não se aventurou, devia.
    Gostei demais do que li.
    Bjus

    ResponderExcluir
  11. Oi Pâm,
    Achei ótimo o final, haha. Fiquei imaginando se fosse um filme, ia ter aquela trilha sonora de surpresa.
    Enfim, como sempre, tu escreve bem demais!
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAAAAAAAAAA
      hahahah ia ser divertido, pensou???? KKKKKK

      Excluir
  12. Oie, adoreeeeei esse post. Arrasou demais <3

    Bjs

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  13. aaaaaaaaa a reviravolta meu Deussssss. Eu amei o desafio de hoje e fiquei já querendo muito mais dessa história
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH TAY!!!!
      esse foi muito divertido escrever!

      Excluir
  14. Que texto mais bacana!
    Adorei que tem a trilha do Andy.

    Um beijo,
    Fernanda Rodrigues | contato@algumasobservacoes.com
    Algumas Observações
    Projeto Escrita Criativa

    ResponderExcluir
  15. Hi!
    I am very happy to read your blog post. A really great story. Are you writing a book? I like such stories, I had to translate myself but everything is ok :) Very inspiring post!
    Greetings from Poland!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Not yet, BUT who knows one day?
      THANK YOUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU
      I'm very happy with your comment ♥

      Excluir
  16. Olá, Pâm.
    Adoro essa coluna sua e da Ale. E o texto de hoje que maravilha. Já estava aqui agoniada pelo coitado hehe. Achei muito lindo e leria essa história por horas hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aI QUE DELICIA DE LER ESSE COMENTÁRIO!!!!
      obrigada Sil ♥

      Excluir