Words Challenge 2021 - Triângulo Amoroso

06:24

Hey cupcakes! Como vocês já sabem, eu e a Alê do blog Estante da Alê anualmente preparamos com muito carinho um desafio de palavras durante o ano todo, onde podemos nos desafiar e trazer um texto diferenciado no conteúdo dos nossos blogs. Esse ano nossas postagens vão ser um pouco mais completas, com direito a elenco, trilha sonora e cenários... Vocês poderão ver um pouquinho delas no Insta Rascunhando Memórias. Que tal conferir o nosso tema da vez na minha versão de Triângulo Amoroso?



Continue lendo para conferir!
Põe pra tocar: Dawn - Jake Scott

Elenco:
Maria: Paulina Goto
Zeca: Jay Gould

Daniel: Elia Fongaro

Palavras:
isca, atenção, impressão, fora, desligado, batimento


Se eu tivesse um pouco mais de noção, eu diria que eu estou bem no meio de um triângulo amoroso que eu não entendi muito bem como se formou. E por quê eu estou nele?

Essa foi a impressão que eu tive ao presenciar as esmeraldas tentarem cortar as obsidianas escuras logo agora, depois dessa discussão idiota que não chegou a lugar algum e vou consertar no mecânico da Vila Juriscleide.

Mas... Seria muita pretensão da minha parte pensar isso? Talvez, talvez..

Só que percebi que poderia pensar mais sobre o assunto. Não custa nada pensar, não é verdade? Só alguns neurônios...

Zeca, seu apelido para Zé Carlos, é o homem mais doce que eu poderia conhecer. Ele é engraçado, puxa o R no final das palavras, vende uvas e ajuda os pais idosos na plantação e também na produção de vinhos. A sua fala ainda tem resquícios da língua presa que ele me contou que tinha quando era pequeno e isso o torna ainda mais único. Ele parece sempre desligado do mundo quando está prestando atenção na plantação, agachado no meio de todo aquele verde, olhando as frutas e, quando percebe que cheguei em um dia particularmente ensolarado, sempre me dá um sorriso de lado que mostra ruguinhas felizes ao redor de seus olhos verdes e ele se levanta, sempre querendo dar um abraço, mas com medo de chegar perto por causa do tempo que passou embaixo do sol. Eu juro que não entendo o que é toda essa escola de samba que insiste bater dentro do meu peito quando ele faz isso. E sei que esse sorriso veio depois de muito tempo, depois de muitas lágrimas que fizeram seus olhos verdes ficarem tão cristalinos quanto duas esmeraldas.

— Que saudade que eu tava de te ver. — E o R puxado no final da frase me atrai como se eu fosse a isca que ele estava esperando puxar. — Fiz pão de queijo pra você. Posso passar o café?

E então tem o Daniel. Ele é o oposto de Zeca e o homem mais rude que eu já conheci. Adora pôr os pingos nos i's e falar tudo da forma mais correta que possa existir, o que acredito que seja por estar à frente da empresa de advocacia do pai. 

Ele não era assim

Daniel odeia que assassinem o português e não foi uma vez que amiga minha veio me falando que havia conseguido o contato dele, usado trocado o mas por "mais" e ficado falando com a estática. E apesar desse lado todo chato e metódico, foi ele quem segurou minha mão, me pegou no colo e não me deixou cair depois da tragédia que assolou minha família. Foi ele quem segurou meus cabelos enquanto eu não parava de vomitar porque só de lembrar do peso da culpa meu estômago revirava de revolta. E ainda revira, mas ele não precisa saber disso. Meu coração acelera no batimento quando ele chega perto demais para me dar um abraço. E aquele perfume...

— Princesa, eu trouxe pretzels com açúcar e canela pra você. Estão quentinhos, ainda do jeito que você gosta...

E agora, olhando de fora, vejo que não sei o que fazer. Eu não tenho ideia. E estou no meio desse fogo cruzado que não posso resolver. Claro que nenhum deles disse que tinha interesse em mim, mas acredito que ações provam mais do que palavras. E essas atitudes eles sempre tiveram de sobra.

Talvez eles sejam simplesmente doces quando se trata de toda história que tenho com eles ou algo a mais.

Temo que estou prestes a descobrir.

• • •

Você também pode gostar

5 comentário (s)

  1. Oi, Pamela. Como vai? Menina o texto ficou sensacional, parabéns! Você escreve muuuuito bem. Abraço!



    http://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Acho que esse era o tema que mais nos dava medo, né?
    Muita gente não gosta e é difícil construir um contexto imparcial para o verdadeiro triângulo, porém, VOCÊ ARRASOU DEMAIS!
    E tem a Paulininha Goto no elenco, ♥ ♥ ♥ ♥
    beeeijos Pâm
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM!!!!
      E olha que a gente se deu bem, né? Alê?
      OBAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA ♥
      você é uma linda mesmo ♥

      Excluir

Like us on Facebook

Translate