[RESENHA] Mil beijos de Garoto, de Tillie Cole

05:48

Hey cupcakes! Hoje é dia de resenha do livro Mil beijos de garoto, da autora Tillie Cole, publicado pela editora Outro Planeta aqui no Brasil.

Título: Mil Beijos de Garoto
Série: -
Volume: 1
Autor: Tillie Cole
Páginas: 400
Editora: Outro Planeta
Gênero: Romance / Drama / Literatura Estrangeira
Sinopse: Um garoto. Uma garota. Um vínculo que é definido num momento e se prolonga por uma década. Um vínculo que nem o tempo nem a distância podem romper. Um vínculo que vai durar para sempre. Ao menos era o que eles imaginavam. Quando, aos dezessete anos, Rune Kristiansen retorna da Noruega para o lugar onde passou a infância – a cidade americana de Blossom Grove, na Geórgia –, ele só tem uma coisa em mente: reencontrar Poppy Litchfield, a garota que era sua cara-metade e que tinha prometido esperar fielmente por seu retorno. E ele quer descobrir por que, nos dois anos em que esteve fora, ela o deletou de sua vida sem dar nenhuma explicação.

Continue lendo para conferir a resenha sem spoilers!
RESENHA
Eu sou a garota que acorda cedo para ver o nascer do sol. Eu sou a garota que quer ver o que há de bom em todos, a que é arrebatada por uma música, inspirada por arte.
Mil beijos de garoto, da autora Tillie Cole foi uma enorme surpresa pra mim. Aqui vamos conhecer Poppy e Rune, ela, um doce e ele, revoltado porque precisou se mudar da Noruega e está com cara de poucos amigos, ainda criança. A garota, que é a sua nova vizinha, consegue transformá-lo em seu melhor amigo e confidente. Mas, aos quinze anos, Rune é obrigado a voltar com seus pais para Oslo, só que, depois de dois meses Poppy simplesmente desaparece de sua vida, sem qualquer tipo de explicação. Só que... Depois de dois anos, quando ele volta para Geórgia, nos Estados Unidos, Rune ainda quer uma explicação. Pode ele perdoá-la ou deixar tudo pra lá, mesmo que o sentimento ainda exista firme e forte? As promessas foram quebradas?


Eu já perdi a conta de quantos livros eu já li por indicação da Alê, do Estante da Alê, de verdade. E esse foi mais um que vai pra conta da lista de livros que eu li por indicação dela e me surpreendi e me vi suspirando ao final do livro.
Ela me falou que as melhores coisas, as mais bonitas, nunca permanecem por muito tempo. Ela disse que uma flor de cerejeira era bonita demais para durar o ano todo. Era mais especial porque sua vida era curta.
Rune me lembra ruína em português, apesar de saber que seria "ruin", e podemos tecer uma gama de explicações do personagem em relação a essa palavra, mas não penso muito nela. Rune tem a sua doçura quando ativada pela pessoa certa, ele é inteligente e eu diria que sabe bem reconhecer uma oportunidade, apesar de estar sempre de carranca e ter uma tendência natural para o lado sombrio da vida, um bad boy. Acho um personagem interessante, atormentado pelo passado, preso a alguns sentimentos que o destroem e facilmente podemos nos encontrar em Rune quando remoemos o passado e algumas atitudes com frequência.
Mas então ele encontrou você, ela disse. Ele encontrou você. Você ensinou a ele, com palavras e ações, que a vida não precisava ser sempre tão séria. Que a vida era pra ser vivida. Que a vida era uma grande aventura, para ser vivida bem e ao máximo.
Por outro lado, temos Poppy, uma das garotas mais doces que eu já conheci na literatura, ela é forte, muito esperta e pura. Gosto da ingenuidade ao mesmo tempo que ela é muito sincera consigo mesma e com os outros e demonstra o que está sentindo. O pai de Rune foi um dos meus personagens favoritos e me lembrou muito a figura de um verdadeiro pai, com suas atitudes sempre pensando no bem estar dos filhos e no que precisava ser feito. Em verdade, todos os personagens tem as suas importâncias para mostrar um determinado ponto da nossa vida e essa temática e cada tapa na cara que dá é maravilhoso, é lindo.
Eu sei o que sente por mim, porque é exatamente a mesma coisa que sinto por você.
Vi gente falando bem e também gente falando mal... Mil beijos de garoto tem uma delicadeza incrível, uma pegada envolvente de drama, romance e intensidade casadas de uma tal forma que você se vê preso para descobrir o que vai acontecer no final da história e fugiu do que eu esperava que fosse acontecer. Claro que gostar ou não depende muito do que você acredita e tem pra você. Mas ainda sim, independentemente disso, acho que é um livro que super vale a pena conferir para tirar suas próprias conclusões.

Classificação: ⭐⭐⭐⭐⭐


Você também pode gostar

8 comentário (s)

  1. Oi, Pâm. Amei sua resenha, só me deu mais vontade de ler esse livro. Está na minha lista dos que quero ler, no Skoob, há algum tempo. Ainda tenho outros pra ler antes, mas, com certeza, um dia lerei ele.
    Beijos,
    Gêmeas De Rosa

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Tem tempo que quero ler esse livro, parece mesmo ser de uma delicadeza incrível e bem amorzinho de se ler. Amei a sua resenha e em breve espero consegui ler.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Parece ser um ótimo livro para ler em um fim de semana, adorei a resenha e fiquei super curiosa para saber mais do que aconteceu com Poppy. Dica anotada!

    Beijos
    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Pâmela como vai? Não li este livro, mas presumo ser uma leitura agradável. Adorei a resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Like us on Facebook

Translate