[PEGA A PIPOCA] Como eu era antes de você

Postado em 16 de junho de 2016 às 22:49 por

Hey cupcakes de chocolate! Como vão? 
Eu ainda tô chorosa, meu olho tá inchado e ardendo, mas eu não posso perder a vibe de contar pra vocês o que eu achei da adaptação do livro de mesmo nome da autora Jojo Moyes e que eu inclusive já resenhei aqui no blog! Bem, então vem cá ver um pouquinho do filme? Juro que os spoilers não vão estar "visíveis"!


Sinopse: Às vezes você encontra o amor onde menos imagina. E às vezes ele te leva onde nunca esperou ir. Louisa “Lou” Clark (Clarke) vive em uma pitoresca cidade de campo inglesa. Sem direção certa em sua vida, a criativa e peculiar garota de 26 anos vai de um emprego a outro para tentar ajudar sua família com as despesas. Seu jeito alegre no entanto é colocado à prova quando enfrenta o novo desafio de sua carreira. Ao aceitar um trabalho no "castelo" da cidade, ela se torna cuidadora e acompanhante de Will Traynor (Claflin), um banqueiro jovem e rico que se tornou cadeirante após um acidente ocorrido dois anos antes, mudando seu mundo dramaticamente em um piscar de olhos. Não mais uma alma aventureira, mas o agora cínico Will, está prestes a desistir. Isso até Lou ficar determinada a mostrar a ele que a vida vale ser vivida. Embarcando juntos em uma série de aventuras, Lou e Will irão obter mais do que esperavam e encontrarão suas vidas — e corações — mudando de um jeito que não poderiam ter imaginado.


RESENHA

Quem me conhece já sabe - toda vez que eu recomendo um livro, que não seja de aventura e seja um romance eu costumo primeiramente falar de "Como eu era antes de você". Eu sei que é um livro que não agrada todo mundo - até porque todo livro é assim - e que pode ser que as pessoas nem gostem tanto, mas este foi um livro que me tocou no coração, de um jeito diferente de qualquer outro, me trouxe uma visão mais bonita da vida, e pensar em fazer sempre mais planos, afinal nunca se sabe o dia de amanhã, né?
fonte: wethepvblic.com
Então, quando eu fiquei sabendo que o Sam, de Jogos Vorazes, a Emilia, de Game of Thrones, e o Matthew, de Harry Potter, iam participar, eu fiquei curiosa e ao mesmo tempo um pouco receosa - eu sempre tenho medo que estraguem nas adaptações os livros que gosto. Veja, por exemplo, Percy Jackson. Mentira, veja não. Mas voltando, eu não poderia ter me surpreendido mais! 
Em Como eu era antes de você, conhecemos Louisa Clark, uma moça de 26 anos e sem ambições na vida, que se vê em um impasse ao ser demitida, após 6 anos, do seu emprego no Café em uma cidadezinha em Londres. Sem emprego e tendo que ajudar seus pais, pois mora com eles e a irmã, Lou acaba encontrando uma oportunidade de trabalho para ser cuidadora de um tetraplégico no castelo da cidade - o que ela não esperava era que daria de cara com Will Traynor, um rapaz cínico, barbudo e mal humorado que tenta fazer com que seus dias sejam mais difíceis depois do acidente que mudou completamente sua vida. Mas, depois de uma lição de moral, eles precisam se entender, pois o contrato de 6 meses do seu emprego está acontecendo, e ela precisa fazer o seu trabalho. O que ninguém esperava era que surpresas e aventuras estavam os esperando e os corações que estariam nessa caminhada.
                 

A Louisa do livro é encantadora, inocente em certos momentos, desiste de muitas coisas pelos outros e tem um coração de ouro. Achei encantadora a forma com que a Emilia, de sobrenome parecido com o da Lou, atuou - ela é tão expressiva! O rosto dela, as sobrancelhas (ou sombrancelhas?), o sorriso, os olhos verdes salpicados de castanho, as roupas excêntricas.. Gente, é a Lou! Eu simplesmente amei! Ela me fez chorar e dar muitas risadas - as caretas dela são as melhores, sério! Nunca tinha visto uma atuação da Emilia, até porque eu ainda não assisto GOT, mas eu gostei muito do que vi, tá de parabéns a moça! Destaque para a fotografia do filme também - principalmente com as cores das roupas dela, os olhos dela e o mar. UAU!

William Traynor é um chato de galocha, Sam atuou bem isso - a arte da sobrancelha erguida, o sorrisinho sarcástico de lado e as palavras afiadas são muito ele, e muito levadas do livro direto para aquela boca britânica. Achei impecável e muito melhor do que eu pensaria. A química entre os dois é muito bonita, e a trilha sonora com letras que fazem total sentido para a película é certamente um detalhe, um cuidado que os produtores tiveram para com os fãs. Unsteady por enquanto é a minha favorita, e logo então "Not Today", mas claro que o Ed Sheeran fez muitas mulheres debulharem em lágrimas na sessão também. Ah, eu ri muito com esse homem também!

Destaques para Camila Traynor (cadê Georgina hein gente?) e o Sr. Traynor que eu não imaginava tão old e a Camila talvez um pouco mais sofrida. Matthew é o tipico cara fitness demais, culpa do Patrick seu personagem, e ele ficou exatamente chato como o papel diz, o que achei muito bom  - irônico isso? Claro que faltaram alguns pontos - e eu falei alguns deles ali embaixo na parte branca. Partes cruciais no livro, para andamento da história, e algumas explicações que eu achei que ficaram bem básicas no filme e eu, como não conhecia antes do livro, acredito que possa ter ficado um pouco confuso - tais quais o motivo de seis meses.  Ainda assim, a essência do livro está ali, os personagens estão ali para te cativar,  te fazer dar altas risadas e te dar uma lição, ou pelo menos, ficar pensando - será que eu estou fazendo algo que gosto? Planejar atividades, uma viagem, uma coisa nova na vida também é saudável, nem que seja de vez em quando.


Posso dizer que super já quero uma meia de abelhinha pra mim? Eu juro que começo a usar saia se ganhar uma - o difícil é ter disponível pra comprar, né? HAHA Uma coisa que você aprende com essa obra é que você tem que fazer o que você gosta, sem se importar com a opinião dos outros, afinal, só se vive uma vez, não é verdade? Então, temos que aproveitar com algo que gostamos nesse tempo em que estamos aqui... Bem, apenas viva bem. Apenas viva. Sabe quando você sente que fala e fala e fala e não fala tudo que deveria? As palavras fogem! Qualquer coisa eu atualizo essa postagem rs Vou deixar abaixo o trailer e a trilha sonora delicinha desse filme maravilhoso - e a dica é: assista, se gostar de romance #teamMeBeforeYou

Agora três diquinhas que eu senti na sessão:

Dica 1: NÃO leve crianças para assistir, digo, as falantes - foi meio grosseiro? Não estou falando grosseiramente mas porque pode atrapalhar os outros, prefira filmes como Procurando Dory para elas pois prenderá a atenção (adorei o trailer!). Não por ter cenas picantes, talvez algum linguajar, mas na sessão que eu fui, sentaram duas crianças perto de mim, e uma como era muito pequenininha, não parava de falar. Ela estava impaciente, eu estava impaciente e mais um montão de gente ficou impaciente. A outra criança ficou quietinha, mas essa não, e gente, o pessoal estava começando a fazer "XIIIIIU" porque realmente, no dublado atrapalha muito!

Dica 2: Leve lencinhos, vai que cai um cisco no seu olho, né? 

Dica 3:  Prefira o legendado, o sotaque do Sam é de matar, e da Emilia também, e eu tive de ver dublado devido ao horário mas verei mais vezes rs

Momento Spoiler! Se você não quiser saber, é só não selecionar e tudo bem!

  • Faltou sim algumas coisas - onde estava o grupo de apoio online? Tem uma pequena referência, mas ele de fato não existe no filme, cadê minha abelha atarefada?
  • Sinceramnte, eu não saberia que o Dignitas é uma clinica de suicídio assistido senão tivesse lido o livro
  • Se puder, veja legendado, a voz deles é bacana e tal, mas o sotaque britânico é muito melhor, por isso já quero ver legendado, vi dublado por motivos de: era a sessão mais cedo e eu não podia ir muito tarde
  • Vá em mente que muitas coisas acontecem mais rápido e várias cenas foram cortadas, mas as principais do livro, estão lá!
  • Faltou Georgina, faltou a namorada do pai do Will que todo mundo já sabia que ele traía a mãe, faltou a Camila mais deprê pelo filho e marido...
  • Matthew Lewis é um lindo, mas ele conseguiu ser tão chato como o Patrick deveria ser!
  • E gente, e o trauma da Lou? O Labirinto? Senti falta disso!
  • E a explicação do Dignitas manhê?Não tem, alô?


Trailer:


Trilha Sonora:



E vocês? Já viram? Tem vontade de assistir? Indicam um filme no mesmo genero?
Um grande abraço pra vocês!

Você também pode gostar de:

9 comentários

  1. Li até os spoilers e nem ligo!
    Queria correr para assistir, mas só no final de semana :(
    O Will vai me matar, já comprei meus lenços.
    Beeeeeeeeijos Pââââm
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?

    Confesso que romances não são muito a minha praia, mas esse desde que vi o trailer fiquei curioso. Talvez porque teremos um romance entre "Finick Odair" e "Daenerys Targaryen"? Hehe eu realmente curto os atores, principalmente ela. Acho que esse final de semana iremos assistir.

    Abraços!
    Marcelo Brinker
    Leitura Kriativa
    https://leiturakriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Amei, amei, amei sua resenha! Estou louca pra ver esse filme mas infelizmente, só vou poder assistir na segunda/terça. Mas o seu post me deixou ainda mais animada pra assistir!
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Essa montagem HAHAHA morri. Também fiquei receosa com a escolha dos atores. Achei a Emilia um pouco forçada e imaginava o Will mais grosseiro, mas nada que tenha atrapalhado, claro. Acho que a intenção foi mesmo deixar os sentimentos da Lou bem claros, e por isso admirei muito a Emilia, o papel dela em GOT é muito diferente, e ela conseguiu interpretar ambas as personagens de forma esplêndida! Palmas palmas.
    Siiim, amo também essas duas músicas, mas colocar Ed Sheeran foi baixo, foi tipo uma garantia pra todo mundo sair do cinema com o coração quebrado mesmo hahaha.
    Achei que o suicídio passou um pouco rápido, também, e se comparado ao livro, menos emocionante. O cinema inteiro ficou fungando, mas não vi ninguém sair de lá pirado pela escolha do Will. Foi só tipo "ok". E por isso fiquei chateada *e levemente inconformada*, pareceu que acabou não comovendo muito :( mas well, eu chorei feito manteiga derretida por todos da sala hahahaha.
    Pâm, provavelmente eles não inseriram a traição do pai do Will por esse não ser o foco da história. Até foi compreensível, eu pelo menos não vi necessidade mesmo de acrescentar isso.
    E, vem cá, o que que é aquele Nathan????? Gente, me apaixonei por ele, nunca imaginaria ele tão...tão... interessante? UHAUHA babei.

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Tô louca pra ver! Eu adorei o livro e também indico sempre que tenho oportunidade. Mesmo só tendo assistido ao trailer por enquanto, eu também acho que a Emilia é a Lou, ficou perfeita!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  6. Olha não estava ansiosa de ver esse até ler sua resenha Pâm!! TA DEMAIS!!!!
    Ameii, amo demais os dois atores e agora fiquei curiosa de assistir!!!
    Adorei essa história da meia de abelha, já tinha ouvido falar sobre o filme disso.
    E Realmente levar criança para ver esses filmes não ta é pra ficar impaciente mesmooo!

    Beijo carinhoso da Kaa
    • Senhorita Inspiradora

    ResponderExcluir
  7. Oi Pam,
    Ah tive que ler e comentar aqui porque estou tão ansiosa para assistir esse filme. A Emilia realmente é muito expressiva, acho que escolheram bem em terem escolhido ela pra Lou. Essa personagem é mais light do que ela faz em Game of Thrones. A Dany é muito séria, centrada...não esboça nem metade de alegria da Lou HAHAHA pelo menos acho assim.

    Essa parte do labirinto eu já sabia que eles iam deixar de fora pq li uma entrevista com a diretora antes da estreia. Ela disse que a Jojo apoiou a decisão pois não queria que o filme de uma hora pra outra virasse outro drama. Agora não explicar a clínica é meio que furo ein?

    Ótima review, adorei sua empolgação em comentar. ♥

    tenha uma ótima semana.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  8. Estou me sentindo até uma insensível, mas gente, não achei o filme essa coca-cola toda não!
    Vi gente falando que riu até a metade do filme e na metade restante chorou... E olha, sou a pessoa mais manteiga derretida, choro até com uma mosca sendo morta, mas menos, né galera?

    O livro de fato, é muito bom (bom MESMO! <3), mas quem for das antigas, dos anos 80/90 e se lembrar de um filme estrelado pela Julia Roberts chamado "Por Amor" vai ver que a premissa do filme é, 90% IDÊNTICA a "Como eu era antes de você".

    As cenas são lindas, a trilha sonora maravilhosa, mas vamos combinar que se você assiste o trailer, já saber de 90% do filme...

    Enfim, não achei tão tocante, tão emocionante, tão a ponto de chorar como vi/li por aí.
    Aliás, daria pra ter esperado de boa ele ser lançado em DVD e ter economizado uma graninha, haha!

    Achei "A Culpa é das Estrelas" até melhor e olha que eu tenho o maior preconceito do mundo com o João Verde lá.

    Mas confesso que o ator é uma graça e a minha querida mãe dos dragões se saiu maravilhosamente bem no papel!

    Fora isso, de 0 a 5, eu dou nota 2 (e olhe lá!).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani!
      Que pena que não gostou tanto do filme... Voce achou o filme de ACEDE melhor?
      Não conheço esse filme da Julia Roberts não... Mas bem, eu chorei muuuuuito no cinema mesmo com uma menininha gritando na minha orelha que a Lou nao era uma princesa -.- rsrs e o pessoal também... Só acho que ficou mal explicado algumas coisas :I aí pra quem nao leu olivro e ruim né?
      bem... casos da vida né Dani? rsrsrs

      Excluir

NEWSletter

Blog Archive