Postado em 12 de novembro de 2018 às 07:55

Primeiras Impressões - A Herdeira, de Mariana Ribeiro

Hey cupcakes! Hoje é dia de primeiras impressões de A Herdeira, da nova autora parceira do blog. Vem que eu te conto sem spoilers o que tá rolando!


Sinopse: Pertencente à alta aristocracia brasileira do século XIX, Maria Luísa é uma mulher à frente do seu tempo. Uma jovem decidida a assumir o controle do seu próprio destino, mas ainda pressionada pelas convenções de sua época. Quando conhece o Tenente Martim Afonso Almeida, inicia uma história de amor em meio a Guerra do Paraguai. Convencionada a se casar com o Duque de Westminster, ela acaba por aceitar o matrimônio após ter recebido a notícia de que seu verdadeiro amor faleceu. Mas, quando descobre que ele está vivo e de volta ao país, acaba dividida entre o dever com a família e os impulsos do coração. A jovem herdeira acaba por ser confrontada com a necessidade de fazer uma escolha decisiva, que mudará não só a sua vida, como também a de todos que a cercam. A partir desta escolha, Maria Luísa inicia um caminho sem volta para o mundo cruel, que até então não conhecia.

PRIMEIRAS IMPRESSÕES
Qual a chance de poder ter o controle sobre meu próprio destino?
Uma vez que meus dias tem sido muito corridos, resolvi inicialmente começar pelas primeiras impressões e venho aproveitando e degustando da leitura aos poucos e tem sido, de fato, proveitoso. Acabei conhecendo A Herdeira por indicação e, por ser um romance de época, descobri ser um romance histórico nacional que se passa durante a Guerra do Paraguai, na época de 1864, de forma que os acontecimentos na guerra e durante o período influenciam diretamente na vida das personagens. 
A luta pelos meus sonhos não é nenhuma perda de tempo.
Em A Herdeira, vamos conhecer Maria Luísa, filha do Marquês de Resende, uma jovem aristocrata mas que tem uma postura e posição muito diferentes: ela sonha e luta para ser uma boa enfermeira, trabalhar como voluntária e tem sempre vontade de ajudar, além de lutar pelos seus ideias, respeito e direitos na sociedade e em sua casa, o que é diferente para a época em que vive. Até que conhece o tenente Martim, já no Rio de Janeiro, quando precisa atendê-lo depois de um ferimento e aí inicia uma história de amor conturbada pela Guerra... Até que a mesma tira o seu amor de si e ela se vê obrigada a se casar com um homem que não ama para formar alianças  de guerra para o seu pai... Mas será que tudo é realmente o que parece? E o que será o melhor para Maria? 
O amor paira acima das convenções sociais.
 Já nos primeiros capítulos podemos perceber que Maria é uma personagem forte e que não se convence fácil (apesar de achar que o romance com o tenente Martim foi muito rápido). Até o momento, o pai de Maria e o tenente Martim, apesar de ser fofo, não me conquistou - não sei porquê, talvez seja por ter achado um pouco rápido? Talvez por achá-lo um pouco 'fofo demais'? Bem, não sei, mas ainda acho que pode ser que ela fique em dúvida entre seus pretendentes. E posso ser um pouco rebelde? Gostei da ideia do recente acontecimento no capítulo cinco. E gosto do Duque de Westminster: ele é paciente, não aceita tudo mas também impõe suas opiniões e não força nada, além de ser sucinto e você entender por onde ele vai se enredar, surpreende pela atitude que toma. É claro que vou continuar e quero continuar lendo - a leitura vai melhorando a cada capítulo e é muito legal ver como os acontecimentos sociais influenciam diretamente nas relações e no dia-a-dia das pessoas. Algo que agrega muito para a história e para nosso conhecimento, pois também nunca vi um romance se passando nessa época. Quero agradecer a oportunidade de ler e continuar a leitura, Mari, que agora o bicho tá pegando hein?!!!!!!! MEU DEUS!!!! rsrs

14 comentários

  1. Já ouvi falar, mas nunca li..
    adorei o post, adorei conhecer o seu blog
    Beijos,
    www.paaradateen.com

    ResponderExcluir
  2. super legal conhecer mais sobre esse livro, muito boa sua resenha

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. Oi, Pâmzinha!

    Adoro romances de época e pelos elogios na sua resenha esse também parece ser ótimo. Muito sucesso pra autora!!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Pâm, adorei que é um romance de época que passa na guerra do Paraguai!
    Nunca tinha visto um que se passasse nessa época.
    Já gostei, mesmo sendo ainda as suas primeiras impressões.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Teca!!

      obrigada!!
      Entã, eu achei legal também por isso, é diferente,né?

      Excluir
  5. Oi Pam,
    Eu estou adorando a leitura e a construção em torno da época. Amando ler algo do estilo nacional. Tomara que a Mari continue investindo no estilo.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nana
      voce tambem ta lendo, né?
      É bem legal mesmo! E é bm que associa mais a Historia com a historia!

      Excluir
  6. Parece ser um livro bem interessante.
    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  7. Pam, sua linda!!! Muito obrigada pela postagem da resenha de primeiras impressões. Fico muito feliz em saber que está apreciando a leitura do livro. Espero que possa dar continuidade para saber depois o que achou do desfecho.
    Boas leituras!
    Bjos.

    Mariana Ribeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mari!
      Vou continuar lendo para poder publicar a resenha, mas acho que vou gostar sim! <3
      obrigada pela oportunidade!
      beijocas

      Excluir

Desenvolvido por: Adorável Design Editado por: Pâm Possani