[RESENHA] O Poder da Vingança, de Carol Antonucci

Postado em 21 de outubro de 2017 às 14:16 por

Hey cupcakes! Hoje é dia de resenha de um livrinho que eu fiquei curiosa para ler desde que eu descobri que tinha saído - porque é um lançamento, gente, é da nossa amiga do blog Caverna Literária, a nossa Carol queridona 💖Então vamos lá ver o que achei da leitura? (quando chegar minha edição eu tiro uma nova foto pra por aqui *-*)
Sinopse Rebecca Morelli é filha da estilista mais famosa da cidade. Ela tem os melhores amigos que poderia imaginar e carrega o esplêndido talento de modelar os vestidos para os desfiles da mãe. Mas como resultado de toda fama, sua vida perfeita é apenas uma fachada. Um acidente fez com que a relação com sua família se tornasse um pesadelo. As noites em casa viraram um caos, repletas de pavor e gritos.Em pouco tempo, Rebecca descobre segredos envolvendo seus pais, sua amiga que não via há anos e, principalmente, Daniel Palacci, um rapaz sarcástico e misterioso. Becky então se vê no meio de uma rede de mentiras, traições, assassinatos e perseguições.Sem saber com quem contar, Becky se encontra num dilema: Confiar ou não em Danny, que aparentemente é o único capaz de salvá-la, mas ao mesmo tempo o principal a levá-la para uma armadilha. Seria o amor capaz de arrancá-la das garras do mal, ou introduzi-la cada vez mais nesse mundo onde não existem escapatórias?

RESENHA
E quando você descobre que sua amiga blogueira literária fez um livro escondidinho de todo mundo? É claro que você quer ler... Mas confesso que a capa me enganou direitinho diante do que estava por vir. Então vem cá que eu vou te contar um pouquinho de como foi essa história pra mim.

Em "O poder da vingança" vamos ter como narradora e personagem principal a senhorita Rebecca Morelli - ela é a filha de uma famosa estilista e acaba participando de diversos desfiles de moda, tem muitos amigos e estuda em um colégio rodeada deles. A sua vida parece ser apenas glamour. Mas, em meio a tantos flashes, glitter e brilhos, ela esconde por trás de um sorriso a verdadeira Becky - uma menina que não tem a vida nada perfeita, muito diferente do que todos pensam. O sorriso falso, por muitas vezes, é apenas uma fachada para esconder as dores do passado, as brigas e algumas tristezas em sua família que ainda vê como uma constante em sua vida. Isso parece tão comum, certo? Errado. Um acidente marcou muito mais a vida de Becky do que ela pode imaginar e ainda assim ela convive com essa lembrança todos os dias, lembrando como um martírio em cada ponto dolorido da sua chaga aberta...E para completar, uma pessoa do passado surge e uma nova está se fazendo presente.. Mas será que isso será bom em vista de tudo que começou a acontecer em sua vida?
Sabe qual é a melhor parte em viajar de carro? A paisagem. Existe algo esplêndido no ato de grudar a cabeça na janela e observar cada pontinho que passa na velocidade da luz por nós. É como se cada parte representasse uma nova oportunidade. De se aventurar pelas trilhas no meio do verde escuro pertencente ao matagal, de visitar cada casinha e conhecer seu interior, de sentir o sol tocando suavemente a pele, de observar a cidade de um nível tão acima que te faz pensar na quantidade de pessoas que estão perambulando por lá, mas que daquela altura, parecem meras formigas. E pensar que, na maior parte das vezes, é você uma dessas formigas [...]
O problema de tal vista é que às vezes acabamos escapando do deslumbramento e indo parar de volta aos pensamentos.
pág. 166
Os acontecimentos na vida de Rebecca parecem estar interligados: a amiga que não via há tempos tem alguns segredos que prefere manter não revelados com o novo rapaz que acabou de aparecer na cidade e já está na banda do seu irmão. A sua relação com sua mãe poderia ser mais justa ou, mais ainda, a relação com seu pai poderia ser melhor - mas isso vem de certos demônios que insistem em aparecer. Suas amigas, e principalmente essa, Sara, implora para que ela tome cuidado pois Daniel Palacci, o rapaz novo, bonito e misterioso, esconde muito mais do que parece ter para esconder. Mas poderia Becky se afastar tanto dele quando percebe que ele já está quase perto demais? Isso teria alguma consequência? Por quanto tempo Becky aguentaria fugir do seu coração e da sua razão?

- Olha pra mim – pedi com firmeza, embora minha voz fosse suave. Ele atendeu o meu pedido, apoiando os braços nos lados do assento. – Dizem que se uma pessoa não fala olhando nos olhos da outra, então essa pessoa está mentindo.
- Não acredito nisso – ele deu de ombros, sem desviar o olhar. – Talvez a pessoa seja tímida demais pra encarar por muito tempo.
pág 157
Agora vamos ao desenvolvimento, né? Senão vou acabar soltando um spoiler feio e ninguém quer isso por aqui. O poder da vingança é um livro super contraditório em alguns pontos - ao mesmo tempo que você quer ler mais porque é muito intrigante e a autora termina cada capítulo com frases de efeito ou impactantes que te prendem na leitura, você precisa de ar para respirar porque são muitos acontecimentos (é corrido, a leitura é fluida mas não é atropelado: pontinho pra Carol). Confesso que demorei para entender o por quê do título - no início do livro você fica tentando entender porque a palavra "vingança" mas devo dizer também que quando entendi achei embasado e bem sequencial - já no meio do livro eu meio que me esquecia da palavrinha com "v", MAS ela estava sempre presente no gostinho de quero mais. Há uma série de ações, uma série de acontecimentos que culminam no final, que aliás vou deixar um parêntese aqui (o final é bem aberto e você fica esperando por mais páginas; eu, inclusive perguntei para a autora onde estava o restante do livro porque não me conformei muito, mas depois de conversar com ela me conformei um pouquinho pois te dá uma pequena brecha ao mesmo tempo que não e você imagina o que aconteceu) e que depois, pensando bem, fazem muito sentido porque as atitudes tem suas consequências, por mais cruas que possam ser, por mais reais e duras que possam ser e achei muito legal que a autora tenha deixado isso bem explícito nas entrelinhas - as atitudes inconsequentes que tomamos tem seus resultados e precisamos aprender a lidar com nossos erros também, todos os dias.
- Não sei dizer. Acho que quando gostamos de alguém, o sentimento perdura por muito tempo. Até que caímos na real. E eu cheguei à conclusão de que não valia a pena sofrer por algo que nunca vou poder ter novamente, então parti numa nova jornada. [...]
Mas não reclamo. É nessas horas, também, que conseguimos enxergar além do que está na nossa frente. E acho que posso ter encontrado alguém pra mim, e nem sequer estava procurando por ela.
pág 161 
Acho que, de pontos negativos, foram alguns momentos que mexeram um pouco comigo e eu tive que imaginar algumas cenas e parar para respirar - isso não chega a ser negativo, mas existem algumas cenas que eu considerei um pouco fortes, então caro amigo, em algumas partes vá com cuidado. Poucos erros foram encontrados mas aguardo a minha edição física (vem logo, sua linda!) para ver o capricho da editora também. Alguns momentos também fiquei brava com a Becky por estar em dúvida com Daniel e continuar chamando ele de Danny, mas pode ser também o costume e por todo mundo chamar todo mundo por algum apelido ou estar acostumado à tal. Ô dúvida cruel em que ficamos o livro todo, hein?
- Eu entendi completamente, mas nem sempre a vingança é a melhor escolha. Por experiência própria, é preferível nos mantermos na retaguarda e nos protegermos ao invés de procurar pelo perigo.
pág 332
Carol, quero agradecer a oportunidade de ter lido seu livro e te desejar muito sucesso porque você merece! - foi um livro de altos e baixos mas que propôs e obtive uma experiência nova, afinal ele não tem o foco no romancinho meladinho. Tem em um plano, desenvolve, MAS tem bem presente o suspense, ação e um pouco de drama também que é explicado ao longo das páginas. Um livro longo mas que não te enrola e te prende na leitura do início ao fim. Uma boa leitura que te faz pensar até onde as pessoas vão em nome do que chamam de amor ou pensam ser e ainda, até onde vai o desejo de vingança? Isso vale a pena? Muitas lições que podem acontecer na vida - infelizmente em várias dessas situações...Ah! Existe uma playlist bem recheadinha e com letras que entremeiam a história de forma muito bonita e diz muito nas entrelinhas... E, ah, os quotes 💗



Você também pode gostar de:

4 comentários

  1. Que resenha maravilhosa, Pamzinha!!! Fico extremamente feliz e agradecida por você ter topado resenhar o meu baby, e mais feliz ainda por você ter curtido a leitura <33333

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EU AMEI
      ainda to esperando eplo final de verdade, menina
      sacanage terminar daquele jeito!!!!
      obrigada, de todo o coração <3

      Excluir
  2. Oi Pâm, tudo bem?
    Tava com saudades de você, lindona! <3
    Tô achando incríveis as resenhas desse livro, e a sua foi mais uma resenha excelente! Parabéns, gatona!
    E parabéns pra Carol também, fico tão contente por ela! *-* Espero que o livro faça mais e mais sucesso na blogosfera. \o/
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pri!
      Tudo bom e com você?
      Simmm! obrigada *-* fico muito feliz, é um livro bem intrigante, espero que faça sucesso :D espero que você leia também
      aaah *-* eu também fiquei!!! Acho taão lindo ver pessoas que a gente conhece começando a fazer histórias incríveis! amemmmm
      obrigada lindona

      beijocas <3

      Excluir

NEWSletter

Blog Archive