[RESENHA] Corte de Espinhos & Rosas, de Sarah J. Maas

Postado em 17 de abril de 2019 às 06:07

Hey cupcakes! Essa série deu o que falar ano passado com a publicação pela Galera Record e recebi indicação da Alê, do Estante da Alê. E não é que o bichinho é bom mesmo? 
 Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar um féerico transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação. Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira que ela só conhecia através de lendas , a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la... Ou Tamlin e seu povo estarão condenados.
Continue lendo e confira a resenha na íntegra!
RESENHA
Tudo bem que acabei optando por ler primeiro Trono de Vidro e depois Corte de Espinhos & Rosas, mas não podia deixar de falar dessa obra prima da autora aqui no blog, não é mesmo? Corte de Espinhos & Rosas é o primeiro do que se iniciou como uma trilogia e agora já se transformou em série... Há quatro livros publicados, apesar do último não ser de leitura obrigatória para a trilogia.
Não se sinta mal nem um segundo por fazer o que a faz feliz.
pág. 182
Corte de Espinhos & Rosas é conhecido como A Bela e Fera com Game of Thrones, o que agradou e também desagradou muita gente e já te explico lá embaixo porquê. Feyre é a nossa protagonista, e a mais jovem de três irmãs, assim como a provedora dessa família somada ao pai através da caça por causa de uma promessa que fez no leito de morte para sua mãe. Até aí tudo bem. Só que no meio das caçadas, Feyre acaba atirando em um lobo para garantir a renda e o alimento... Só que a morte desse lobo despertou a ira dos feéricos, que são seres mágicos que vivem separados dos seres humanos por uma muralha erguida há muitos anos depois do chamado Tratado de Paz.
Todo dom tem um preço.
pág. 219
Tamlin, um Grão Senhor feérico, aparece então, na sua casinha, atrás do matador do lobo - que, na verdade era um feérico de grande estima e não um simples animal - que deveria pagar o que foi dado no tratado: uma vida deve ser paga com outra. Mas quando o pai suplica pela vida de Feyre (isso não é muito A Bela e Fera?), Tamlin faz uma nova proposta - levar Feyre viva e a mesma permanecer com ele, do outro lado da muralha de Prythian. Tamlin parece cada vez menos disposto a matar Feyre e a mesma menos disposta a criar tentativas para fugir... Mas será que a história vai ter um final tão feliz quanto da Bela e a Fera?
Porque eu iria querer que alguém segurasse minha mão até o fim, e um pouco depois disso. Isso é algo que todos merecem, humanos ou feéricos.
pág. 163
Sem spoilers, como eu disse. Agora vamos para alguns elementos. Feyre é uma protagonista em certos momentos a la Bela, por ser forte e ter tido uma vida difícil, ser tornou mais dura ao mesmo tempo que tem a sua fragilidade, tanto dada por outros, quanto pelos sentimentos que ela, de certa forma, espera existir; Tamlin é bem fera (prefiro a Fera, porque demorei um pouco a deixar meu coração com Tamlin rs) tanto por ter que ser um Grão Senhor quanto por em certos momentos ter atitudes um pouco duvidosas e questionáveis. Rhysand aparece um pouco por aqui, mas ele só vai ganhar maior destaque no segundo livro e depois você vai entender o porquê. Sem spoilers, mas não dá para ter graaaaandes opiniões sobre ele por aqui ainda, na minha visão. Outras personagens aparecem por aqui e é muito interessante como a desconfiança se transforma em diversos momentos e em como eles podem (ou não) estar do lado certo.
Há um mundo melhor lá fora esperando que você o encontre.
pág. 282
Sim, o livro tem certa pegada de Jogos Vorazes, além das Mortes a la Game Of Thrones e a história da Disney inspirada. Muitas pessoas não curtiram por isso e também por, em certos momentos, o que parece dominar a história é o calor do momento e não o sentimento envolvido. Algumas coisas aconteceram rápido demais, e eu, sinceramente, não gostei de várias coisas que aconteceram durante a narrativa. Ao mesmo tempo que é bom, incomoda, sabe? E gostei de determinado acontecimento que deu total reviravolta na história. O final pode parecer um tanto quanto previsível, mas deixa aberto para já engatar no segundo volume - por isso a dica: já se prepara para engatar a leitura no segundo. 
Seus sentidos são seu maior inimigo; eles estarão esperando para traí-la.
pág. 301
A escrita da autora é fluida - apesar de ser um livro narrado em primeira pessoa, não encontrei tantos problemas - , não é melada no romance, há muitas aventuras, lutas e sangue. Se você gosta de magia, romance na medida e uma pegada fantástica, CER pode ser o livro certo pra você que curte algo inspirado em conto de fadas sem a doçura do mesmo. Em dado momento, a narrativa comigo perdeu um pouco o ritmo (e estava desgostosa com algumas coisas!), mas foi exatamente no momento em que as coisas deslancharam para o final e aí sim, não havia como largar o livro e chegar ao final das 434 páginas aflita. E vamos combinar que a Galera Record deixou um capricho essa edição, de tão bonita que é - capa maravilhosa, os mapas tão lindos e a diagramação ótima. Vale com certeza a pena adquirir o livro sozinho ou o box inteiro numa boa promoção.
                                                            Classificação: ⭐⭐⭐⭐



Você poderá gostar de:

6 comentário (s)

  1. Oiii Pâm

    Eu li esse primeiro e amei até o infinito, todo mundo me disse que o segundo é ainda melhor então não vejo a hora de conferir e saber como segue a história agora. Acredita que não gostei de Trono de Vidro? Não consegui conectar com a Celaena/Aelyn de jeito nenhum...

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  2. eu to bem curiosa com essa serie faz um tempo e pelo jeito que vc descreveu de GOT com a Bela e a Fera me deixou ainda mais curiosa pra ler

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. Oi Pâm, tudo bem? Eu dou gritinhos toda vez que vejo esse livro e uma resenha. Eu também demorei a lê-lo, só fui me render à história no final do ano passado, e venerei cada pedacinho da história! Me encantei pelos personagens, pela premissa, pelos cenários, pelo enredo.. por tudo, mas acredita que eu ainda não li a sequencia só porque tô com o coração apertado não querendo me sentir órfã da série (vê se pode isso! hahaha). Enfim, adoro demais e sempre recomendo, acho que no próximo mês vou embarcar na leitura do segundo só pra me encantar mais um pouco.
    Beijos, Adri
    Espiral de Livros

    ResponderExcluir
  4. Oi Pâm, tudo bem?
    Eu quero tanto ler essa trilogia <3 Sempre que encontro alguma resenha me animo e sinto que vou gostar dos elementos. *_*

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  5. Oi Pam,
    Sempre leio vários elogios sobre essa série e que ótimo que você curtiu.
    Talvez eu dê uma chance futuramente, mas no momento não tenho muito interesse em pegar séries, principalmente grandiosas.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  6. E esse nem é o melhor livro da série. SEGURA O CORAÇÃO.
    Tamlin estragou esse volume para mim, eita embuste!
    Mas fé na Feyre que tudo se ajeita. HAHAHAHAHA
    Fico tão feliz que tenha gostado da indicação <3
    Beeeeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir