Postado em 23 de setembro de 2018 às 14:44

[RESENHA] Mônica e Enzo e Todos os Dias, de Denise Flaibam

Hey cupcakes! Hoje é dia de resenha e de quebra também é dia de Uma Amiga Indicou aqui no blog de um livro nacional que não tínhamos lido ainda, as oportunidades que baixamos gratuitamente na Amazon. Vem conferir
Sinopse: Mônica gosta de rotinas. Ela aprendeu a evitar situações desconfortáveis por causa delas. Com dezessete anos, cinco irmãos, um talento nato para a fotografia e uma paixão antiga pelo Enzo, o maravilhoso goleiro do time da escola, Mônica está muito bem, obrigada. Contudo, um mal entendido coloca Mônica como fotógrafa oficial dos jogos, o que significa encontrar com o astro do time de futebol, consequentemente o amor da sua vida (e o fã clube alucinado dele) várias vezes no dia. Passos bem calculados se tornam uma sequência de incidentes inesperados, como encontros nas festas da escola e sorrisos apaixonados. Espera aí... O Enzo, apaixonado por ela? De repente, Mônica precisa lidar com as reviravoltas da vida adolescente, coisas que até então tinha conseguido evitar. Mônica e Enzo e Todos os Dias é a história de um amor surpreendente e cheio de possibilidades. Será que a Mônica vai conseguir fugir dos seus medos para viver esse primeiro amor?

Temos aqui nessa postagem uma parceria entre: eu, Prih do Infinitas Vidas, Alê do Estante da Alê, Carol do Caverna Literária e a Carol do A Colecionadora de Histórias onde teremos uma indicação e traremos a opinião sobre, decidida pelo grupo, aqui no blog e nos blogs das meninas.
RESENHA
Mônica é a típica garota, que, segundo a descrição, é o que todas nós fomos no ensino médio: tímida, ansiosa, tem um crush no cara mais popular do colégio, é conhecida mas sem o maior nível da popularidade ("normal, comum"), apesar de terem características, que geralmente fazem sucesso - ela tem um quê de fotografia e faz muito bem o seu trabalho, além disso é ruiva e a imagino muito bonita. Interessante que ela tem cinco irmãos e, inclusive, um deles, a Lilian, tem um livro também (Lilian e Gregório e a Segunda Chance). Ah! Esse crush, não é apenas um "crush": ela é apaixonada por Enzo, o goleiro capitão do time dos Dragões do colégio, o cara "top", popularzíssimo, simpático e super divertido. Devo destacar que ele é negro? Sim, vou destacar e já falo porque.
As pessoas que são muito importantes na nossa vida sempre vão estar aqui com a gente, independente das separações ou dos erros que aconteçam.
Só que a Mônica tem uma nova atividade: fotografar a rotina da equipe de futebol para o jornal estudantil. E principalmente Enzo, pois além de ser super popular, grandes expectativas estão em cima dele diante de um campeonato e vários jogos que vem acontecendo. Até quando ela vai ficar invisível? Será que Enzo é exatamente tudo isso? Por que será que ele vem parecendo chamar muito a atenção da garota e deixar aqueles bilhetinhos? Só lendo pra saber. 
Às vezes a gente escorrega tentando fazer a coisa certa, ou às vezes tem coisas demais e a gente não dá conta. 
Confesso que apesar da vibe super leve e gostosa, o livro demorou um pouquinho pra me conquistar. Mônica e Enzo são personagens jovens, em torno dos dezessete anos e toda aquela vibe de ensino médio. Mônica tem alguns medos típicos da adolescência e faz alguns dramas internos (ela não demonstra tanto quanto fala) que, sinceramente, me incomodaram na leitura (eu, até hoje, sinceramente, não gosto disso nem na vida real, quando vejo alguém fazendo muito drama tenho vontade de dar umas voadoras - acho que já fiz tanto drama que cansei um pouco, tenho preguiça rs) mas devo dizer que da mesma forma que vieram se foram: Mônica evolui bastante até o final da leitura e isso é muito bom, é possível ver como ela cresce ao longo dos meses. Enzo é muito tranquilo.
Quando se está acostumada com uma coisa por tanto tempo, encontrar um ambiente diferente é chocante. Não é fácil de lidar, muito menos de se adaptar. Não tão subitamente.
Adorei ele ser negro, e por quê? Geralmente os personagens são brancos e ok, não está errado, mas achei super bacana, tem um quê a mais de representatividade e sim, ele tem o seu lugar super especial por tudo que ele é e faz e é exatamente que tem que ser assim independente da sua pele. Todas as garotas se apaixonam por ele, gente, que garoto sensacional! Estou me incluindo aqui porque ele é muito amorzinho. Ele quebra as barreira da timidez da Mônica e isso é demais, ele faz de forma natural e ele não se acha. Por mais meninos assim de ensino médio, porque lembro alguns que conheci que não eram assim não. Lílian, a irmã de Mônica, tem uma continuação porque simplesmente você vai perceber que precisa de milhares de explicações, ela não é rasa nem dramática, mas tem um coração bom apesar de toda postura parecer, por ora, rebelde. 
Relacionamentos são bem mais do que só sorrir e amar o sorriso de uma pessoa. Vão além de beijos e sexo, além de estar sempre presente. Você precisa saber que em alguns momentos vai ser confuso, e em outros momentos vai ser claro como água. Contanto que esteja feliz (...) essas coisas passam. As boas e as ruins. O que importa é estar bem dentro dessa relação, se sentir em casa.
Interessante como Denise dá vazão à outras personagens, como por exemplo, Lilian e os outros irmãos de Mônica (pois eles são em seis irmãos) e cada um tem uma particularidade e mostra a importância de cada um, sua profundidade e deixa uma abertura para outras histórias, também achei super legal as características não serem simplesmente deixadas de lado e sim que os outros (como a família, por exemplo) realmente se importam com isso também. A escrita é gostosa, os capítulos são fluidos e não muito longos e tem títulos divertidos (Aquele com....) , sem dúvidas um livro nacional para se passar um bom tempinho ou mesmo maratonar num dia. Ah! E tem uns bons quotes para ficarmos pensando... Muito bom! Mônica e Enzo e Todos os Dias fala sobre adolescência, sobre expectativas, sobre estudos e amizades além do amor, é claro. Dificuldades vão surgir, mudanças virão e vemos que precisamos nos adaptar... Porque no final vai ficar tudo bem e isso vai ajudar no nosso crescimento pessoal. Viu, só, como a leitura vale?

Classificação: ⭐⭐⭐⭐

24 comentários

  1. Esse foi o primeiro livro que li no começo desse ano e eu amei demais. Lembro que foi aquela leitura leve e viciante que não me dava vontade de parar de ler rs. Fiquei com tanta saudade que agora estou lendo também Lilian e Gregório e a Segunda Chance e estou adorando ♥ Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que demais!!!
      EU preciso ler esse da Lili mas to com ACOTAR agora rsrsr
      beijocas

      Excluir
  2. Oi, Pamzinha!

    Tenho muita curiosidade com esse livro e pretendo lê-lo o quanto antes. Adorei saber que a leitura é bem leve e que flui com facilidade. Deve ser ótimo mesmo pra passar o tempo e dar uma viajada no passado e nos nossos crushs do colégio hahaha

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Amei sua resenha, gostei por ser uma leitura leve. Ainda não tinha visto nada sobre ele, mas adorei a dica!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Pâm,
    Então, é bom quando um livro nacional te tira o fôlego né?
    A premissa do livro parece bem interessante, mas não se eu conseguiria aproveitar a leitura. Mas já vou adicionar na minha longa lista de desejos.
    Até mais!

    https://www.depoisdaleitura.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Pam,

    Todo mundo fala bem desse livro da Denise, quero muito poder ler mais para frente.
    Sinto que vou gostar da história ♥
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  6. Oi, Pam! Tudo bom?
    Que alegria ler a tua resenha, flor! Fiquei tão feliz por saber que tu curtiu a experiência da leitura, e que a história da Mônica serviu pra te divertir e encantar <3
    Muito obrigada por ter dado essa chance pro livro, significa muito pra mim!

    Beijos,
    Denise Flaibam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada De!!!!
      :D
      foi muito bom, muito obrigada por suas palavras <3

      beijocas!

      Excluir
  7. Ops, escrevi errado alí em cima haha

    Não é o tipo de história que eu goste :(
    Não curto romance, sem contar que ia ficar o tempo todo 'what? com 17 anos eu nem sabia o que era me apaixonar' HAHAHAHHAAH
    Mas e me identifiquei com essa frase "... gosta de rotinas. Ela aprendeu a evitar situações desconfortáveis por causa delas" boooa!

    https://heyimwiththeband.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmmm
      Bem assim!
      Eu tambem gostei especialmente desses quotes dela <3

      Excluir
  8. Oi, Pânzinha

    Eu baixei o livro quando estava gratuito também, assim que eu tiver uma brecha. Sabe que também não tenho paciência pra drama adolescência? Eu não fui nada dramática, então não aceito! Hahahahaha
    Que bom que você curtiu mesmo com essas pequenas ressalvas, às vezes a gente precisa de mais um tempinho de leitura para começar a mergulhar na história.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  9. Essa postagem está cheia de parceiras que conheço e amo seus respectivos blogs <3
    Agora sobre o livro, gosto muito quando uma personagem dramática e/ou rebelde demonstra evolução durante a narrativa. E eu tbm não gosto de drama, haha. Passei pela fase da adolescência e quando vejo de fora percebo que nossas crises existenciais eram mínimas diante dos boletos de adulto que agora eu tenho para pagar, kkkkkkk. Sei lá, na minha mente, é melhor largar o drama, levantar e ir lá, fazer acontecer.
    Vou colocar esse livro na minha lista, por que mesmo estando bem baratinho na Amazon, ainda assim eu já cheguei no limite com a cota de compras em livros desde mês, haha.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  10. Oi Pâm, gostei dos aspectos que você destacou da história, mas talvez essa temática seja um pouquinho teen demais para o meu gosto, sabe? Não sei se iria curtir muito... Mas achei muito legal a ideia do "Uma amiga indicou"! Beijo :*

    ResponderExcluir
  11. Oi Pâm, tudo bem?
    Foi legal ler sua resenha pois quero ler esse livro tbm, espero q até o final do ano eu consiga!
    Eu tbm n gosto de dramas adolescentes, mas tem alguns YA's que conseguem ser mais agradáveis nessa parte, rs.
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Pâm, tudo bem?
    Adorei a resenha! <3 Quando eu tiver um tempinho, pretendo ler.
    E adorei que o mocinho seja negro. É sempre bom deixar isso claro, pra que as pessoas possam imaginá-lo como ele é, e saber que representatividade importa.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim!!!
      Eu adorei, Pri, achei super importante e foi de uma forma super natural, ela mesmo diz que é de chocolate, ficou super bacana <3

      Excluir
  13. Oi Pam,
    Já separei essa leitura no Kindle. Quero que esteja na meta desse ano, pois já adiei demais. Espero conseguir e curtir assim, como você. Esses dramas adolescentes também me incomodam, porque dramática, já basta eu.

    Aquela TAG do E(leitores) é da Carol do Colecionadora. Já no aguardo das suas respostas!

    até mais,
    Nana e Leticia - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBAAAAAAAA
      LEIA NANA e me conta!!!
      hehehehehe
      EU PENSO A MESMA COISA. LINDONA
      obrigada!

      Excluir

Desenvolvido por: Adorável Design Editado por: Pâm Possani