Postado em 23 de junho de 2018 às 11:45

[RESENHA] A menina feita de espinhos, de Fabiane Ribeiro

Hey cupcakes! Hoje é dia de resenha de livro nacional sim! E eu vou contar pra vocês um pouquinho da experiência de ler esse livro. Vem cá!
Sinopse: Eu nasci assim. Com espinhos venenosos sobre toda a minha pele. Repelindo, assustando e repugnando as pessoas. Eu aprendi, após receber tantos olhares de repugnância, que há beleza em tudo. Há beleza na tristeza e na dor, até mesmo na raiva. E há beleza na vida, em suas despedidas e desencontros. Este livro é para aqueles que sabem conviver com espinhos, aceitam o diferente e amam sem medos e preconceitos. Para quem sabe que vai sentir dor em vários momentos da vida, mas não desiste. Quem gosta de giz de cera, bichos de pelúcia e rosas vermelhas. Para os que sabem chorar. De verdade. Não apenas derramar lágrimas. E veem beleza em tudo. Absolutamente tudo. Mas se você não é assim, este livro ainda é para você, porque celebra as diferenças.

RESENHA

Meus amigos, devo dizer: não esperava absolutamente nada desse livro! E foi nesse momento que me deparei com uma belezinha nacional que estava esquecida na minha estante há tempos. Pois é, meus amigos. "A Menina Feita de Espinhos" tem um nome poético apesar de trazer em seu conteúdo realmente uma menina feita de espinhos. Kat não é uma menina comum - ela é feita de espinhos, sua pele por toda extensão tem espinhos que são venenosos a quem a tocar - visualmente, mas por dentro ela é como qualquer outra garota: tem sonhos, sentimentos, emoções, desejos e um coração pulsante. Isso a torna completamente diferente: apesar das coisinhas pontiagudas sobre sua pele que a impedem sentir o poder de um abraço, um aperto de mão, um simples beijo no rosto... Ela tem o coração mais bondoso que eu poderia me deparar ao menos nessas primeiras leituras de 2018. E como poderia não ser?
Cada um sente na pele a dor de ser quem é.
pág. 16
Vamos vendo o desenvolvimento de Kat desde o seu nascimento, afinal quem narra a história é a própria garota. Conhecemos seu pai, um pouco de sua mãe e como foram difíceis os anos se passarem sem um beijo de boa noite, um abraço, um toque no machucado com a promessa de que iria sarar.  Conforme Kat vai crescendo, ela percebe que existe muito preconceito ao seu redor, as pessoas não entendem aquilo que é completamente novo para elas, aquilo que podem ver mas não podem tocar, sem realmente conhecê-la. Elas ficam naquilo que presumem... E, inicialmente, não conhecem a garota maravilhosa de bom coração que ela é... Mas até ela tem seus anseios, suas dúvidas, medos e aqui percebemos alguns momentos de frustração, alguns momentos que não adianta fingir que não existe um frágil teto de vidro sobre sua cabeça. Pode existir uma saída e um relacionamento para preencher os buraquinhos e cortar os espinhos que transpassam sua alma? Pode existir algum momento de redenção dos próprios acontecimentos que a façam enxergar com outros olhos tudo aquilo que sempre viu pinicando com sua pele pontiaguda?
Chorar não é sinônimo de fraqueza, querida. A gente chora justamente por ser muito forte e por estar lidando com muita coisa. A gente guarda tudo, as dores, os medos e as tristezas dentro da gente, e em alguns momentos eles transbordam na forma de lágrimas.
pág. 52
Fabi Ribeiro construiu uma personagem maravilhosa que faz você torcer por ela e querer sempre que algo bom aconteça em relação aos espinhos, às saídas que podem existir. Ela escreve de uma forma poética e de duplo sentido (um sentido muito bom, meu Deus, que coisa mais linda de se ver!) de forma que os espinhos não estão apenas na pele mas também atingem a alma, o leitor se identifica com vários trechos e ela fala de diversos temas no livro como família, amizade, preconceito, crença,  união, reconstrução emocional, dar a volta por cima, aprender a lidar com as suas diferenças... Nossa!
Mas as pessoas e as relações são sempre tão frágeis e imprevisíveis.
pág. 93
É uma enxurrada de emoções, sentimentos... Quando percebi, as palavras eram tão fortes e faziam tanto sentido que eu senti as lágrimas caírem livremente dos meus olhos. Sem dúvidas o final foi uma surpresa e devo dizer que desde o momento que conheci Kat estava torcendo por ela. É forte, meus amigos, é um livro que te dá tapas na cara, e Deus, como eu agradeci por não ter espinhos venenosos e poder abraçar aqueles que estão por perto de mim. Eu queria sair correndo abraçá-los na mesma hora rs Uma (das milhares de mensagens) que Fabi trouxe com a Kat para a gente foi valorizar aqueles que estão do nosso lado enquanto estão aqui... Outros personagens complementam e ajudam Kat a crescer em sua batalha diária. É lindo. Afinal, nunca se sabe o dia de amanhã, né? E outras milhares de mensagens que são lindas e maravilhosas e agregam muito no coração. Uma leitura para ler e apreciar com calma e guardar na alma.

Classificação: ⭐⭐⭐⭐⭐✨

8 comentários

  1. Só pela sinopse eu já me apaixonei pelo livro... Eu adoro livros que acabar nós surpreendendo de forma positiva. Já fiquei encantada por Kat e com muita vontade de protege-lá, não conhecia esse livro, até anotei para mim ler. Parece ser um história emocionante e incrível. Amei a resenha <33
    Beijos,
    www.dosedeilusao.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É lindo, Fran!!
      É o tipo de livro que a gente super se apaixona
      É incrível, de verdade!!!!!
      E aproveita que via ter filme logo logo menina *-*

      Excluir
  2. Quero ler esse livro por sua causa D.Pamela.
    Você fica me indicando livros e eu fico doida para ler... Meu dia precisaria ter 36h e minha conta bancária um fundo de reserva bem gordo HAHAHAHAHAHA
    Eu acho que não saberia o que fazer se não conseguisse abraçar ninguém... É uma troca de energia tão gostosa, né? Dá para sentir o carinho da pessoa por um simples toque...
    Ah e essa capa está MARAVILHOSAAAAAAAAAAA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LEIA SIM DONA ALESSANDRA!!!!!!! Esse é muito lindo e vai ter filme em breve ainda, mulher!!!! <3
      SIMMMMM, MINHA CONTA BANCÁRIA PRECISA SUPER MELHORAR KKKKKKK
      Sim!!!!! Eu adoro abraços, são tão gostosos.. .E ela é tão sensível e doce!!!! Ah, meu coração ficou apertado ... E EU AMO ESSACAPA!!

      Excluir
  3. Oi, Pam! Tudo bem?!

    Menina do céu, eu não conhecia esse livre mas fiquei super curiosa para saber mais sobre essa história. Você falou que chorou enquanto lia, pois eu fiquei arrepiada só de ler sua resenha. Sério! No inicio achei que o título do livro era uma metáfora, mas ai conforme fui lendo seus comentários percebi que estava errada. Me coloquei no lugar da personagem e me senti tocada com a trama. Espero ter a chance de ler o livro em breve!

    Beijos
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi fofa!! Tudo e com voce??
      SIMMMMMMMMM
      muito obrigada, que emocionante de ler seu comentário, menina rs espero que seja assim que sinta ao ler o livro, de verdade!
      Sim!!! É uma metáfora e é real, é muito lindo, sabe? Meu coração fica apertado só de lembrar da história!

      Espero que leia e venha me contar como foi a experiência <3

      Excluir
  4. Oi Pâm, gostei muito da resenha, eu sempre via o título e capa do livro... Chamava atenção mas nunca parei para saber mais sobre a leitura.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada Lu <3
      Esse é um livro muito bonito e tocante
      acho que você ia gostar!

      Excluir

Desenvolvido por: Adorável Design Editado por: Pâm Possani