Postado em 30 de janeiro de 2018 às 14:12

[RESENHA] Para Sir Philip, Com amor, de Julia Quinn

Hey cupcakes! Hoje é dia de resenha de livro de romance de época que fazia tempo que a Pâm não postava aqui...E É DIA DE JULIA QUINN! Vem cá conferir o que achei do quinto livro dessa família da pesada?
Sinopse:  Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências.Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos.Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar?Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro.
RESENHA
Eu estava no meio da leitura de Stephen King que estava me atrasando toda. O que eu resolvi fazer para sair da ressaca? Pausar o livro que estava lendo para ler algo que eu sei que me tira da ressaca: romance! E  romance de época, então? Nem se fala! Então peguei pra ler e conhecer mais um membro dessa família divertidíssima de 1800. Agora foi a vez de Eloise!

Conhecemos um pouquinho de Eloise no quarto livro dos Bridgertons (Colin 😍) como a melhor amiga de Penelope Featherington mas agora é a sua vez de dar o ar da graça. Eloise é uma moça de 28 anos muito bonita, simpática, falante e agitada que se diverte escrevendo cartas - o que tem como marca registrada.  Esse é um dos pontos que a tornam mais cativante, espirituosa e divertida e ela sempre foi assim: encontra um bom motivo para escrever qualquer carta. 
(...) para uma mulher que falava sem parar, era incrível a quantidade de coisas guardadas dentro dela que nunca havia compartilhado.
pág. 197
E isso não é absolutamente absurdo quando ela recebe a notícia de que sua prima distante, Marina, faleceu - afinal, ela vai enviar uma carta de condolências à família, certo? Mas ela não esperava que fossem respondidas proporcionando uma boa conversa com um homem inteligente mas também um esposo viúvo. Depois de algum tempo e muitas cartas trocadas, eis que surge um convite: por que Eloise não passava uma temporada na casa de Sir Philip e se eles se dessem bem, por que não, se casassem? Mas o convite duraria mesmo se ela aparecesse de surpresa? E talvez não fosse exatamente o que esperava que fosse? E se houvessem milhões de coisas para pensar e apenas uma a se fazer?
Eu tinha de fazer algum coisa (...) Não podia mais ficar sentada vendo a vida passar.
 pág. 150
O caso é tudo parecia as mil maravilhas: ela, uma solteirona que deveria ser meio sem graça mas que sonhava com o casamento e alguém para compartilhar, e ele um viúvo com duas crianças para cuidar... Uma dama respeitosa que gostava de poesia e um cavalheiro honrado que sabia botânica. Mas as cartas diriam a verdade? E se ela falasse demais, ele falasse de menos e ainda fosse um rude rústico? Ela ainda iria querer continuar ali? 
Se alguém não encontrar o amor, é melhor então que fique sozinho?
pág. 159
Eloise é uma das Bridgertons mais engraçadas, duronas e divertidas da família. Ela é sonhadora ao mesmo tempo que é agitada e se joga de cabeça nas coisas. Ela simplesmente vai lá e faz, sem medir muito as suas consequências mas completamente consciente do que faz. Ela é a mocinha prática da história, dá pra acreditar?  Philip é rústico mas luta para ser melhor e tenta sempre se entender com seus filhos. Ele tem alguns traumas e lembranças do passado que gostaria de esquecer e faz com que não se repitam, mas não consegue evitar que permaneçam na sua mente. Algumas coisas são difíceis de serem mudadas, não? O tempo ajuda a reconstruir e construir sentimentos, coisas e situações, melhorar, crescer, renovar... E esse talvez seja o momento de encontrarem um momento de construção. 
Não, ela não precisava de ninguém perfeito. Só precisava de alguém perfeito para ela.
pág. 23
É muito divertida a história, por inteiro. Julia Quinn retirou o que acontecia nos outros livros para dar mais espaços a Eloise e conhecermos a moça pelas suas cartas - o que achei maravilhoso! Os filhos de Philip são arteiros por demais mas como ela já tem irmãos e irmãs, sabe muito bem como lidar com eles. É incrível como as situações se complementam, trocadilhos, brigas e também os entendimentos dão uma fluidez na leitura - coisa que eu estava precisando. Eles são um casal que briga a toda hora porém quando se entendem... É uma sincronia perfeita! Philip chega a ser um pouco chatinho em algumas partes, querendo Eloise apenas como uma mãe contudo eu devo dizer que sim, até mesmo ele precisa admitir que seu coração fala bem mais alto.  Se vale a leitura? É claro! Se você vai dar boas risadas? Isso te garanto! No meio do almoço, lá estava eu me contorcendo de rir - tome cuidado com as risadas altas em lugares públicos e boa diversão!

Classificação: ⭐⭐⭐⭐

8 comentários

  1. Oi, Pâmzinha!
    Tudo bem?
    Muita gente fala que esse é o pior livro da série, mas eu gostei.
    Na verdade, já li 6 e não vi nenhum que não gostei, hahaha.
    Você vai amar o próximo, é incríveeeel!
    E, realmente, a Eloise é prática e um pouco doida, hahaha.
    Adorei ela, adorei Phillip, mesmo com seus traumas, e todo o resto.
    Amei que a solteirona teve um final feliz também.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tequinha!
      Tudo bom e com vocÊ?
      OLOCO hehehehe eu gostei também!!! Algumas coisas a gente não gosta, masno geral a gente ama, né? HAHAHAH
      QUERO VER O PROXIMO PARECE QUE VAI TER ALGO MEIO PESADO :o vamos ver HEHEHE em breve estarei lendo! Solteirona tem final feliz YAYYYYYYY kkkk
      beijocas

      Excluir
  2. Oie
    Sou suspeita em falar, pois eu amo esta série, cada livro me conquistou de uma forma. Vale muito a leitura.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nessa!!
      Vale mesmo, concordo absolutamente contigo! <3
      beijocas

      Excluir
  3. Oi, Pam!

    Pela quantidade de marcadores, já tinha sacado que você gostou bem pouco do livro hahahaha sou suspeita a falar porque amooo Os Bridgertons, mas esse volume em especial é demais, um dos meus favoritos também! Toda a sincronia do casal, aquele vai-não-vai, a força dela em continuar lutando e conquistando ele aos poucos, tudo lindo demais! De SK pra Julia Quinn, pouca diferença né hahahaha sou igualzinha a você, é só pegar um romance de época delicioso como esse que a leitura flui que é uma beleza!
    Saudadeeeeeeeees de você menina <33333 Logo mais seu PDV tá em mãos simmm! *o*

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol do céu
      kkk
      com a quantidade de post-it não tem nem como negar, né? Voce precisa ver como ficou dama da meia noite rsrsrs
      É bem bonitinho, mesmo! A Eloise é bem teimosa e sabe que a gente precisa fazer isso mesmo, né? Ser teimosinha pra onseguir, tem vezes rsrsrs
      POUQUISSIMA DIFERENÇA, MAGINA kkkk
      aaaaaaaaaaaaaaaai que beleza, via vir todo lindinho, quero foto heheheheh
      BEIJOCAS LINDONA

      Excluir
  4. OI PAMPAMPAM

    ai... eu achava que nunca tinha passado por uma ressaca literária, mas vendo agora seu caso com o livro do stephen, eu acho que já passei muitas e muitas vezes e achava que era outra coisa HAHAHAH
    nada melhor do que um romance pra pôr a sede de leitura no lugar, né? *-*

    beijo
    www.beinghellz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina hahahahahah
      Eu sempre passo por ressacas literárias e preciso enfiar algum livro no meio para sofrer menos KKKK é difiícil, mulher rsrs
      Exatamente *-*
      romances deixam nossos corações quentinhos, Hellz <3
      beijocas

      Excluir

Desenvolvido por: Adorável Design Editado por: Pâm Possani