[RESENHA] 1 milhão de motivos para casar, de Gemma Townley

Postado em 1 de maio de 2017 às 11:11 por

Hey cupcakes! Hoje é dia de mais uma resenha e hoje é dia de chick lit porque a louca dos chick lits precisa disso para as ressacas literárias que acontecem. Então vamos conferir a resenha?


Sinopse: Quatro milhões de libras. Para Jessica Wild, este é um valor que ela nunca mesmo, em seus sonhos mais loucos, conseguiria ter. Porém, é mais ou menos o quanto ganha quando sua amiga Grace morre e a deixa como herdeira. O único obstáculo entre Jess e a fortuna é um detalhezinho no testamento: seu nome aparece como Sra. Jessica Milton. A questão é que... bem... Grace sempre perguntava sobre a vida amorosa de Jess. Ela, por sua vez, descrente no amor e na felicidade conjugal, acabou inventando um namorado — que viria a se tornar seu marido — de mentira. O sortudo foi Anthony Milton, seu chefe. E agora Jess se vê em um beco sem saída: a única maneira de conseguir a herança é se casar com Anthony. Em cinquenta dias. E sem que ele saiba o verdadeiro motivo. Jessica então terá de usar todas as manobras possíveis para conseguir o sucesso da nova empreitada: o Projeto Casamento.


RESENHA

Jessica Wild acaba de perder uma amiga e ganhar uma oportunidade. Essa é a verdade que nos deparamos logo no início da obra de Gemma Townley: a amiga de Jessica Wild, Grace, acaba de morrer e, em prova da gratidão que tinha com Jessica, deixa para ela uma fortuna de 4 milhões de libras. Tem um pequenino detalhe envolvido: o seu nome não está com o sobrenome Wild, mas sim, Milton, de forma que ela só poderá receber a fortuna se obtiver tal sobrenome em menos de cinquenta dias - que é o tempo que ela tem para reivindicar a herança. Incrível como "Milton" é o sobrenome do seu chefe, não?
 Mas esse é o problema dos contos de fadas - eles acalentam o coração, são reconfortantes e tem finais felizes, e mesmo você sabendo que a vida não é assim, é agradável fingir que aquilo é real, só um pouquinho. 
pág. 27
A verdade é que Grace, amiga de Jessica, adorava um bom romance e a vida amorosa da Jess nunca foi das melhores... Então, por que não inventar uma leve mentirinha para fazê-la feliz? E quanto á sua felicidade? Seria ela arruinada por sua própria mentira? Afinal temos que aguentar nossas consequências.... 
Vovó dizia que a solidão era algo a ser valorizado.Ela também dizia que não se pode confiar em amigos e que os homens invariavelmente nos decepcionariam, mas que sempre se podia contar com as próprias habilidades. Se uma pessoa fosse feliz sozinha, sua vida seria satisfatória. (...) Satisfatório era o máximo que se poderia almejar. 
Pág. 21
Com a ajuda de uma amiga, surge o Projeto Casamento, mas seria Jess capaz de ir até o fim quando há muito mais envolvido nisso? Uma antiga paixão poderia arruinar tudo? Ou seu amor próprio deveria vir em primeiro lugar para depois se importar em fazer outro feliz? Há tantas coisas envolvidas....Chegaria o Projeto ao fim proposto?
Com certeza, o amor era um sinal de fraqueza. Afinal de contas, não era fraqueza sentir vontade de chorar só porque alguém que você gosta não sente o mesmo por você? É patético. E eu não iria passar por isso. 
pág. 127
Gemma Townley nos traz nessa narrativa divertida e irreverente o quanto o ser humano pode se encrencar em suas mentiras. Poderiam elas serem o motivo de sua maior felicidade ou infelicidade? Vale de tudo para tentar ser feliz ou por dinheiro? Aliás, a narrativa da autora é muito gostosa! Por mais que houvessem alguns detalhes que me fizessem ficar brava com Jessica, eu não conseguia largar o livro. Acho que esperava um pouquinho mais, mas não me decepcionei com a experiência literária que tive.
E às vezes as pessoas surpreendem a gente. Você não imagina que elas são o seu tipo, até que algo acontece e você muda de opinião.
pág. 181
Outro ponto levantado: a comunicação e  e muitas vezes a falta dela foi um problema. Um amigo meu diz que "tudo se resolve na base da conversa" e, nesse caso, é verdade. Jessica foge de seus problemas como um bandido foge do banco a qual acabou de roubar. Acho que, em alguns momentos, esperava um pouco mais de Jess, mas podemos ver claramente que ela amadurece em certo ponto da leitura. Outros personagens surgem para fazê-la repensar no que está fazendo: tanto para o positivo quanto para o negativo. Eu tive vontade de bater nela MUITAS VEZES. Jessica é um poucomuito cabeça dura durante a leitura, mas confesso que gostei do que ela acaba fazendo.Mas já devo dizer aqui: é uma típica comédia romântica com seus clichês. Se precisa de algo para ler rapidinho e sem preocupações, essa é a leitura. Vai te fazer rir e se divertir bastante!
O trabalho da Galera Record não poderia ficar de fora... Uma lindeza que só de capa, páginas e fontes confortáveis em tamanhos adequados para a leitura. A capa realmente foi o que me chamou a atenção para a aquisição do livro... E não me arrependi. Leve, divertido e rico em momentos agradáveis.

Você também pode gostar de:

4 comentários

  1. Oi Pam,
    Adorei a dica! Super concordo com vocês, chick-lits são irresistíveis e ótimos para sair da ressaca. Os da Record são sempre fofos.
    Esse ainda não li, mas gostei da proposta porque só de ler sua resenha, deu pra sacar a mensagem que passa. Claro que ela não vai contar a verdade para o cara, de vez, mas sei que terá muita enrascada kkkkk
    Ótima resenha e adorei os quotes.

    P.S.: Realmente o autor de Os 13 Porquês deixou de explorar muita coisa, uma pena. Mas, aí a série explorou mais que ele e arrasou hahaha gostei muito da adaptação! Tony mozão ♥ E aquele cabelo que não bagunça nunca?
    Muito obrigada pelo apoio a nossa nova fase ♥

    Eu ainda não li A Rainha Vermelha e nem a Rebelde do Deserto, mas estou louca e vou providenciar isso haha
    Eu escrevo sim, desde os tempos do finado Orkut. Postava fanfic lá hahaha
    Pode fazer várias postagens de comida que eu adoro!

    Ficou um arraso seu vestido na formatura. Cê tava linda, Pam. Que você tenha muito sucesso, viu?

    tenha uma ótima semana :D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Nanaaa <3
      São mesmo, e obrigada HAHAHA e as capas ad Record são uns amores, né? Adoro <3
      HAHAHAH ENTÃO!!! E o final é uma reviravolta que eu nem imaginava HAHHAHAHAtem muita enrascada mas é bem divertido e não dá pra largar hahahaha
      obrigad <3

      Sim!!! Isso é verdade... E você viu que vai ter segunda temporada? Será que vai ser legal 13 RW? Será que vai ter Hannah? Bem que ela podia voltar.... AI MEU DEUS :O vamos ver o que vai rolar hehehhe Tony é um gatão, gente, ele é puro charme e aquelas tattoos de cruz são muito lindas hahaha adoro!
      magina, Nana, estamos aqui \o/

      Simmmm hahaha eu também! Vou ter que passar outros livrinhos na frente mas vamos que vamos! >D
      Sério?? EU TAMBÉM hahahhaa postava fanfic por la, quero dizer... Aí tenho uma no FFOBS mas confesso que não leio mais fanfic... Você ainda le?
      Obrigadaaaa vou fazer sim HEHEHEHEH só preciso fazer umas tortas mais bonitas hahahahah

      obrigada Nana <3 quero que venha o álbum logo <3 rsrs ppra poder postar mais *-* muito sucesso pra nós!!!

      um ótimo fim de semana!!

      beijocas

      Excluir
  2. Às vezes, a gente só precisa de um bom chick-lit na vida.
    Por que todo mundo tem mania de deixar as coisas inteligentes e difíceis? HAHAHA
    Algo simples e gostosinho, para relaxar, faz o dia tão melhor.
    AMEI a dica e já está na listinha de desejados.
    BEEEEEIJOS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obaaa!!
      Obrigada alê! realmente, às vezes a vida já tá tão complicada que não precisamos de algo mais complicado ainda pro nosso coração né? Precisamos de algo levinho para então tentar uma nova aventura :D KKKKK
      verdade!
      Beijocas

      Excluir

NEWSletter

Blog Archive