[RESENHA] Insaciável, de Meg Cabot

Postado em 16 de julho de 2014 às 14:30 por

Uma resenha de Meg Cabot depois de um tempão sem postar resenhas dela. E vou resenhar um livro que muita gente não gostou. Insaciável da Meg Cabot é um livro diferente e divertido de vampiros. Mas vamos lá!

InsaciávelSinopse: Cansado de ouvir falar de vampiros? Meena Harper também. Mas seus patrões estão fazendo ela escrever sobre eles de qualquer maneira, mesmo que Meena não acredite neles. Não que Meena não esteja familiarizada com o sobrenatural. Veja, Meena Harper sabe como vamos morrer. (Não que você vá acreditar nela. Ninguém nunca acredita). Mas nem mesmo o dom da premonição de Meena pode prepará-la para o que vai acontecer quando ela conhece – e comete o erro de se apaixonar - Lucien-Antonescu, um príncipe moderno com um lado sombrio. É um lado negro que muitas pessoas, como uma antiga sociedade de caçadores de vampiros, preferiria vê-lo morto. O problema é que Lucien já está morto. Talvez por isso ele é o primeiro cara que Meena já conheceu com quem ela poderia ter um futuro. Entenda, enquanto Meena sempre foi capaz de ver o futuro de todo mundo, ela nunca foi capaz olhar para o dela própria. E quando Lucien é o que Meena jamais sonhou como namorado, de repente ele pode vir a ser tornar o seu pesadelo. Agora pode ser uma boa hora para Meena começar a aprender a prever seu próprio futuro. . . Se ela ainda tiver um.


RESENHA

Meena Harper é uma redatora de uma das novelas concorrentes atualmente - Insaciável,sim, é daí que vem o nome do livro - e não está muito feliz com o fato de ter que colocar vampiros, a maior febre em todos os lados, na sua novela querida. Mas antes fosse só esse pequeno obstáculo na vida dela. Meena tem o "dom" de saber quando uma pessoa morrerá assim que a vê.
Não é a toa que ela prefere não comentar sobre isso com as pessoas que ela conhece.
Uma era que, apesar do milagre do vagão de metrô quase vazio, as coisas não iam funcionar a favor dela naquele dia.
A outra era que a garota com borboletas de plástico no sapato ia morrer antes do fim da semana.
Pág. 6
Em um passeio noturno, Meena acaba conhecendo um rapaz misterioso e ela não consegue descobrir a forma de sua morte. Para ajudar, o cara é aparentemente perfeito e Meena se apaixona por ele. O cara se torna até uma inspiração para um personagem vampiro que ela precisa escrever para a novela. Mas Meena não esperava por perseguirem o seu affair. E ter que de fato escrever vampiros na sua novela.
[...] - É ela que vai ganhar o novo namorado vampiro. Vão levar o melhor amigo de Gregory Bane para ensaiar com ela na sexta. Pelo que dizem, ele é gato. (...)
- Eu sou gato - disse ele, admirando seu próprio reflexo. - O que você acha? Não pareço um belo vampiro?
Pág. 57 
Uma crítica a Crepúsculo e alusão em certos momentos, o que pode incomodar alguns leitores, mas tudo bem leve. Um caçador de vampiros também dá o ar da graça, e este é um personagem que no início me irritou muito e, contudo, no decorrer da história foi um personagem que me surpreendeu. E na verdade, no final, eu queria que tomasse um rumo um pouquinho diferente. Aguardo em Mordida.
- Estou num hospital. A única coisa com que estou brigando é uma infecção. Que, pelo que sei, você me passou com suas mãos sujas.
 Ela sorriu um pouco.
- Eu sei. Já me dissera. Me desculpe por isso. Eu estava tentando salvar sua vida, sabe. Do mesmo jeito que você sempre salva a minha. Pelo que percebo, nós dois temos complexo de herói.
- Dizem que é um milagre terem conseguido salvar minha perna depois do jeito que você a massacrou - mentiu ele. Pronto, isso era melhor. A velha magia de Alaric Wulf estava de volta.
Pág. 469
O romance é leve, com algumas cenas um pouquinho mais calientes, mas nada muito fora do "universo". Tem um triângulo amoroso bem leve que começa a surgir mas creio que a continuidade seja mais elaborada em Mordida. Tem ação e mistério e muitos trechinhos divertidos para dar algumas boas risadas. Outros personagens também roubam a cena de vez em quando. Adoro o jeito que a Meg trabalha com eles.
Eu considerei um livro bom no geral e gostei bastante pra falar a verdade. A leitura flui bem e apenas alguns momentos são mais lentos, mas nada que atrapalhe ou pare a leitura. Contudo, percebi que é um livro muito 8 ou 80 - ou você gosta, ou não gosta, depende de cada um.

Um abraço pra vocês :)

Você também pode gostar de:

11 comentários

  1. Adorei a resenha, fiquei com muita vontade de ler, e a capa tá linda
    Beijos
    http://segredosdacahlima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá =).
    Eu perdi totalmente a vontade de ler esse livro depois de ler várias resenhas negativas sobre o segundo, sem falar que Meg Cabot quase nunca acerta comigo.
    Beijos.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Muitas pessoas já me indicaram esse livro quando souberam que eu nunca li naaaaaada da Meg Cabot (vontade é o que não falta), mas não é um livro que eu tenha tanta vontade de ler, mas caso apareça na minha frente, com certeza lerei.

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Amei a resenha. da Meg eu só li os diários da princesa e sorte ou azar, vou procurar esse que parece ser bem diferente do que eu li anteriormente.
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Não parece o tipo de livro que eu leria! Meg Cabot é dona de uma das séries mais amor que eu já li -e não é diário da princesa- A mediadora! Adoro o jeito como ela leva a estória de forma levinha nessa série, a gente devora os livros sem nem perceber.
    De qualquer forma, não sei se eu estaria no 8 ou no 80.

    tofalandoisa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Pâm!!

    Acho que eu iria gostar desta história, que parece ser bem divertida!! Exceto pela crítica a Crepúsculo, que eu amo, e o triângulo amoroso. Detesto, mesmo, quando aparece alguém para estragar o romance da história. Gostei da sua resenha, me conquistou!! rs

    Beijos,

    Marcelle
    www.bestherapy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Pâm!
    Ahhhhh eu amo esse livro! HAHA mas acho que torço para o shipper errado... =/
    Preciso de Mordida para saber o que aconteceu com meu Alaric ♥
    Também notei algumas referências à True Blood, o irmão da Meena parece o Jason hahaha

    Os livros da Meg tem um humor que eu adoro.

    Parabéns pela resenha.

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  8. É muito bom quando gostamos de um livro, mesmo que tenha alguns momentos que achamos chatinhos...
    Você acredita que nunca li nada da Cabot? Eu tenho muita vontade de ler, ainda vou conseguir rs

    Respondendo sua pergunta:
    Foi mágico sim a série do HP está tão baratinho, quase infartei, muitas pessoas não acreditam nessa mágia que houve, eu ainda não li battle royale, porém, já ouvi falar bem dele, eu já vi o filme, que é de baixa renda e há muito sangue rs, a inspiração de Suzanne Collins foi nesse livro..

    beijos
    http://amandastale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oiiiii Pam!!
    Obrigada, eu fico feliz, Shakira é minha diva! rsrsr *0*
    Amei a resenha!!
    Eu acho que eu ia gostar desse livro!!! Se o livro me prende no começo, eu vou até o fim, se não fica largado do lado! kkkkkk
    Um beijo, fica com Deus!!
    Blog Delicadinhah - Oficial / Fã Page / Twitter

    ResponderExcluir
  10. Não sei se sou precipitada com meu comentário, mas acho que eu não iria gostar rs Não é um gênero que me chame atenção... >_<

    ResponderExcluir
  11. Oi Pâm,
    Ainda não li esse livro. Me interessou, mas não sou muito de ler romances, então vou pensar se leio ou não.
    Gostei da sua resenha. Deixou um tanto claro o que esperar do livro.

    Beijusss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/BlogMenteHipercriativa

    ResponderExcluir

NEWSletter

Blog Archive