A nova onda dos... Sick Lits?

Postado em 15 de dezembro de 2013 às 00:20 por

E aí, pessoal? Esses tempos atrás estava dando uma passadinha pelos blogs, quando me dei conta de um novo tipo de literatura que está conquistando as estantes não só do Brasil como do mundo, mas vem crescendo principalmente por causa dos Estados Unidos e Inglaterra. Está a fim de conhecer?


Sick lit não é uma expressão muito conhecida por enquanto, mas se eu citar alguns títulos como A culpa é das estrelas,Extraordinário e As vantagens de ser invisível você já vai ter uma ideia do que estamos falando.

Sick lit em tradução ficaria algo como literatura doente,onde os personagens sofrem de doenças terminais, são depressivos, sofrem de anorexia,sofrem bullying ou outros problemas que não são presentes nas literaturas fantásticas comumente apresentadas à nós. 
Assim como qualquer outro livro, tem pontos positivos e ponto negativos, altos e baixos que marcam realmente, e dificilmente não causam um aperto no peito só de ler. Uma grande crítica surge advertindo os jovens, de que isso possa ser uma influência ruim para eles (nós), e faça com que eles possam ser induzidos a fazer algo como o que os personagens passam. Livros como Garotas de Vidro, A Lista Negra, Antes que eu vá também tem um enredo "doentio".
Extraordinário
As Vantagens de Ser Invisível http://skoob.s3.amazonaws.com/livros/234296/GAROTAS_DE_VIDRO_1334923474P.jpg A Lista NegraOs 13 porquês

Contudo, uma opinião minha, não acredito que sejam ruins para nós uma leitura desse tipo. Pelo contrário. Acredito que agrega um valor, faz com que olhamos para a vida de uma outra maneira, que apreciemos pequenos gestos, tão comuns, que podem se tornar tão significativos. Apesar de sempre sentir uma nostalgia e um aperto no meu peito quando leio algo do tipo, o que fica depois de tudo, é o melhor. Histórias densas que se transformam em algo maior.

No site da Saraiva Conteúdo,  a opinião dos leitores não difere muito da minha. “Dar destaque, debater e mostrar que tudo isso faz parte da vida e nós precisamos conviver com isso, ajuda a lidar com muito mais facilidade quando nos deparamos com esses problemas. Transformá-los em tabu e evitar discussões apenas para não influenciar os jovens e adolescentes a terem esse tipo de comportamento é tão errado que nem sei por onde começar. Falar sobre depressão nunca criou depressão, por exemplo. Mas falar sobre isso ajudou a evitar, inúmeras vezes”, defende Iris Figueiredo, no seu blog Literalmente Falando em entrevista para o site.

E vocês, já leram Sick Lits? E o que acharam? Conheciam o termo?
E o blog? Gostaram do novo look? ;)
Um abraço!

Você também pode gostar de:

23 comentários

  1. eu não conhecia o termo não, mas eu já li e muitos deles fazem parte da lista dos meus livros favoritos... sabe, não me importo se eles são best-sellers, se todo mundo tá lendo, se virou "modinha". pra mim isso é o de menos.
    o que eu senti lendo essas estórias n-a-d-a vai superar. cada uma delas teve seu valor na minha vida e eu acredito que nenhuma delas me fez ter câncer como a Hazel ou ficar ''depressiva'' como o Charlie. ao contrário: me fez ver tudo isso de uma forma bemmm diferente. a forma como a Hazel fala da própria doença foi única até agora e pra mim foi um dos pontos que me fez amar tanto A Culpa é das Estrelas.
    acho que esses termos ajudam apenas na hora de indicar um pra alguém, porque do contrário, colaboram pra gerar cada vez mais preconceito literário entre as pessoas.

    ps: seu layout tá uma fofura ^-^

    www.pe-dri-nha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Pâm! Amei seu post. Este estilo Literario é um dos meus favoritos, eu não me recordo de ter lido muitos livros deste assusnto, apesar de o único da sua lista que não está na minha wishilist ser " Os 13 porques", não o conhecia, mas tenho certeza que irá para minha lista. No entanto assisti e assisto muitos filmes neste estilo, se quizer olha minha lista de filmes favoritos no meu blog, a maioria é assim. Não acho que possa influenciar negativamente porque o objetivo não é este, mesmo ficando um pouco triste, sempre reflito e fico com uma mensagem boa comigo, porque ,como você disse, é a realidade.
    Beijos

    vestido-de-papel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Até agora, eu só li A Culpa é das Estrelas e acho que Como eu Era Antes de Você entra no gênero também, não entra? rs.
    Mas estou louca para ler Os 13 Porquês... Só não achei para comprar ainda.
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Gostei do post explicando melhor essa nova onda de Sick Lit >< Eu gosto do novo gênero, contanto que o livro traga uma visão diferente da maioria que vemos por aí, opiniões e personagens clichês da vida em um livro, eu não gosto. As vantagens de ser invisível, Extraordinário e A culpa é das estrelas traz uma narrativa diferente sob um certo tipo de enfermidade e faz o leitor enxergar algo diferente do que pensamos uma pessoa com câncer viver, por exemplo. Gosto da ideia desses livros tocarem o leitor e fazerem-no sentir mais 'íntimo' de um individuo que sofre algum tipo de enfermidade, por, através do livro conhecer melhor a vida desse indivíduo e como lidar com isso.

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Estou fora dessa onda.. rs. Não li nenhum desses e não estão na minha lista de leituras futuras.. rs.. Vc bem escreveu: "vem crescendo principalmente por causa dos Estados Unidos e Inglaterra." Eu fujo bastante do que os americanos gostam... kkkkk

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Toda leitura é válida desde que traga prazer! Já li a culpa é das estrelas e as vantagens de ser invisível e acho que apesar de tudo, de causar sim esse aperto no peito no fim das contas você sempre sai revigorado. Não é uma leitura fútil, por que faz com que nós repensemos alguns valores que são essenciais.
    Concordo com você e acho que vale sim a pena ler, e ler muito, esse tipo de livro!

    isabelefarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Já conhecia o termo há algum tempo sim, e concordo que é um tipo de literatura que está se espalhando por aí. Já li alguns livros nessa linha, como a culpa é das estrelas e garotas de vidro.

    Thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Hey Pam! Esse estilo realmente está com força!
    Já li vários livro de sick-lit e juro para você que até agora não me decepcionei com nenhum! <3

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o termo scik-lit, mas agora que explicou entendi.Desses tenho "As vantagens de ser invisível"
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/
    http://lizajoneslivros.wix.com/lizajones

    ResponderExcluir
  10. Eu nunca tinha pensado dessa forma.
    Acho que a gente tem que ler o tipo de livro que nos faz querer sermos cada vez melhores, que nos faz querer melhorar.
    Gostei muito do seu ponto de vista.
    Beijos
    Ju
    http://veshperfeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Ainda não li nenhum desses , mas já conhecia esta expressão :D

    http://sonhando-porai.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu adoro o livro A culpa é das Estrelas, mas nao achei bom o As vantagens de ser Invisivel .

    ♥♥ Kisses for you !
    Parada Teen | Fanpage | Instagram: @luannaandrade_

    ResponderExcluir
  13. Não sabia do conceito, mas para falar a verdade, personagens depressivos e terminais são os meus favoritos. Adoro livros que abordam esse tema.
    cronicasdeumlunatico.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. eu não conhecia o termo, mas foi bom saber.
    sobre influenciar acho que sempre vão ter aquelas mentes que vão achar uma ideia "doentia" uma boa ideia, mas não acho que deva ser dada a culpa ao livro. Os livros estão apenas refletindo algumas coisas que já aconteceu, ou poderia ter acontecido. beijos

    http://www.biancagsnunes.com/

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Não conhecia tal termo, mas já li diversas obras do gênero, como As Vantagens de Ser Invisível (<3), e como alguém pode dizer que eles são prejudiciais? Lembro quando li Quem é Você Alasca e A Culpa é das Estrelas(John Green <3) ambos com esse toque melancólico, e quando os fechei, se não estava com lágrimas nos olhos, estava refletindo sobre cada parte da minha vida. Tais livros são muito importantes para valorizarmos nossas vidas, definitivamente, apesar de ele dar um aperto no peito, como você disse, eles são ótimos aprendizados, além de serem incríveis!
    Seu blog é lindo e perfeito! Não tem mais o que dizer!
    Beijos flor, parabéns! :)

    http://meuuniversox.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Pâm, tudo bem?
    Eu concordo com você, e acredito que colocar um pouco de realidade nua e crua é sempre bom. Pois, infelizmente o mundo não é lindo como o conto de fadas, há problemas que precisam ser resolvidos, e expressá-los é o melhor, ao invés de fingir que eles não existem.
    abraços,
    Amanda Almeida

    Você é o que lê

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia o termo, mas realmente acho que esses livros não nos influenciam a nada, na verdade nos ajudam, muitos livros tem como objetivo ajudar nas coisas mais complicadas que temos que superar em decorrência a vida, e com certeza faz com que vejamos coisas melhores em mais lugares, faz com que demos um valor maior aquilo que temos.
    O blog está muito fofo Pâm <3 amei hehe

    ResponderExcluir
  18. Eu n conhecia esse termo e nunca li nenhum livro desse genero. Ouvi mt falar dos livros A culpa é das estrelas e As vantagens de ser invisivel e morria de vontade de ler, mas n sabia como eles eram. Achei super valido esse genero sick list, pois eu so to acostumada a ler livros q são fantasias, e ler um livro assim q mostre uma realidade mais perto da nossa nos ensina mts coisas, como por exemplo a valorizar mais a nossa vida.

    N estou seguindo aq ainda pq o gadget do friends conect esta com falha :/ Mas vou continuar visitando aq e qndo ele voltar a funcionar ja vou te seguir ! Vem conhecer meu blog tb? http://vivendoforadeserie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia o termo, mais concordo com você acho que os livros não são tão influenciavéis assim, mais como tem louco pra tudo é difícil de dar uma opinião.
    Beijos.
    http://segredosdacahlima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. eu tinha ouvido falar do termo, e querendo ou nao é uma literatura bem interessante..
    eu pelo menos gosto bastante.

    Beijos, http://meuvicioliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi, Pâm! Tenho percebido ao longo do tempo este novo gênero, ainda que não soubesse seu termo.
    Gosto bastante do gênero e não acho prejudicial em absolutamente nada. Independente desse tipo de leitura ou não há pessoas que sofrem deste tipo de problema.

    Beijo

    ResponderExcluir
  22. Olá Pâm! :3
    Já conhecia o termo sim...
    Eu até que gosto bastante desse gênero, assim como você, acho que esses livros fazem com que a gente dê mais valor para a vida e para as pequenas coisas.
    Beijos

    cocacolaecupcake.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Não conhecia o termo "Sick Lits". Mas gosto deste tipo de leitura, serve pra que a gente (pelo menos eu) reflita sobre a vida, o quão frágil nós somos e serve também pra que a gente aprenda a olhar ao redor e perceber tudo o que acontece, ajudar quem precisa, perceber a importância dos amigos, ou família. Saber quando uma amizade pode ser prejudicial, saber buscar ajuda quando precisamos... Emfim acho que ler livros desse gênero pode ser construtivo sim!

    Adorei o post. Beijos!
    livroseoutrasalegrias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

NEWSletter

Blog Archive