Entrevista com o autor - Fabiana Cardoso

Postado em 14 de agosto de 2012 às 12:21 por

Hey queridos e queridas ! Como vão vocês? Espero que bem! Hoje eu venho aqui pra inaugurar uma postagem: Entrevista com o autor. Não é mágico? Adoro esses autores que dão entrevistas, viu! Se vocês tiverem perguntas também podem mandar, nas próximas entrevistas posso fazer :)

 
Leia Mais e confira a entrevista.

Entrevista com o autor - Autora de ADQS, Modo Editora: Fabiana Cardoso

1.Primeiramente,como se sente em escrever um livro que será lançado na Bienal,em Agosto desse ano?

Fabi : Oi Pâm, antes de qualquer coisa quero agradecer o espaço no seu blog e a sua simpatia comigo e com o meu livro. (fofa demais essa Fabiana,né?) Em relação a pergunta, nossa é difícil explicar, todos os dias eu acordo e ainda não acredito que meu livro vai ser publicado e lançado, ainda mais em um evento maravilhoso como a Bienal de São Paulo. É a realização de um sonho.

2. Qual foi o momento em que você pensou "Hm... Quero ser escritora!" ?

Fabi : Nunca pensei isso (risos). Desde a adolescência eu tinha uma imaginação muito fértil, as ideias surgiam e a história se formava em minha mente. Era impossível não passar as ideias para o papel, escrevi vários contos. Em 1996 veio a ideia de escrever um romance policial, meu gênero favorito. Nos anos seguintes, escrevi ADQS, mas depois entrei para a faculdade, tive que me dedicar aos estudos e parei de escrever. Somente em 2010 quando me casei e fiz a minha mudança, que encontrei os meus escritos. Eu me diverti relendo as aventuras dos agentes secretos e decidi atualizar a história. Coloquei em um site independente e para minha surpresa o original foi aprovado pela Editora Modo.

3. De onde veio a principal ideia para escrever "ADQS"?

Fabi : Sempre adorei livros, filmes e séries de investigação e espionagem. Acho que as ideias contidas no livro vieram dessas fontes. Mas a Organização Secreta é bem brasileira, a história se passa em São Paulo e cada integrante do grupo veio de uma cidade diferente, por exemplo, a personagem principal Thaís morava em Florianópolis. Os crimes investigados também fazem parte da nossa realidade, como: políticos corruptos, foragidos internacionais, traficantes... Acho que o leitor vai gostar e se identificar com os personagens nacionais.

4. Em que você se identifica com as personagens de "ADQS"? Tem alguma que você olha e pensa "Essa sou eu"?

Fabi : Com alguns personagens eu me identifico, mas eles têm muito do que eu gostaria de ser. Na época era muito tímida e tinha poucos amigos, passava a maior parte do tempo lendo e escrevendo. Então criei personagens bem extrovertidos e comunicativos, com características bem diferentes. Gosto de todos eles, como se fossem meus filhos: a Thaís é determinada, o Henrique é gentil, O Caio é descolado, o Ed inteligente, a Valéria é ponderada, a Bruna é engraçada... Enfim cada um tem a sua personalidade.

5. Quem mais te apoia nesse trabalho?

Fabi : Quando escrevi as aventuras da ADQS, minha irmã caçula Juliana, esperava ansiosa cada capítulo e depois de ler, comentava animada, ela foi a minha primeira leitora. Toda minha família me apoiou, minha prima Patrícia, minha outra irmã Luciane, meus pais, meu marido George. A Modo Editora também está fazendo um trabalho excepcional com os novos autores, em especial a Adriana Vargas Aguiar, agente literária que aprovou o meu livro. A cada dia recebo apoio de amigos, pessoas na internet e blogs como o seu, que elogiam a sinopse, capa e demonstram vontade de ler o livro. Todo esse apoio é muito gratificante.

6. O que mais te inspira na hora de escrever?

Fabi : A inspiração está em todo lugar basta saber observar, em um livro, um filme, uma música, uma conversa. Observar a vida me inspira.

7. Qual foi a maior dificuldade ao escrever "ADQS"?

Fabi : Escrever foi um prazer, uma satisfação. Minha maior dificuldade para atualizar a história foi a falta de tempo e a quantidade de personagens, tinha que dar continuidade a trama sem esquecer nenhum.

8. Há outros projetos,certo ? Em quê eles consistem?

Fabi : Estou escrevendo a continuação, ADQS 2,  onde vou mostrar novas aventuras dos agentes dessa organização secreta. Paralelamente, estou trabalhando em um romance de época que tem o título provisório “Entre o Amor e o Destino”, algo bem diferente, mas adorei fazer a pesquisa histórica, compor os personagens e escrever. (mágico demais *-* )

9. Descreva ADQS em cinco palavras.

Fabi : Quase caí na tentação de revelar o significado da sigla ADQS (risos), mas vamos lá ADQS é: aventura, mistério, espionagem, romance e humor.

10. Você gosta de ler, certo? Então ,quais são seus livros e autores favoritos?

Fabi : Com certeza adoro ler. O autor que mais me influenciou foi Sir Arthur Conan Doyle, adoro seus livros e seu fantástico personagem Sherlock Holmes que investiga os mais diferentes crimes. “As Aventuras de Sherlock Holmes” marcou minha adolescência. Li muito Agatha Christie, meu favorito “O caso dos dez negrinhos” e recentemente gosto de Dan Brown, “O Código da Vinci” e Stieg Larsson, com a trilogia Millennium. Todos me influenciaram de alguma maneira, amo suspense, mistério e investigações.


11. ID: As editoras dão apoio a novos autores, segundo seu ponto de vista?

Fabi :O mercado editorial, em geral, valoriza mais o autor estrangeiro do que os autores nacionais. Os Novos Autores ainda são olhados com desconfiança. Por isso, entrei para o Clube de Novos Autores que foi fundado por corajosos autores que decidiram se unir para divulgar suas obras e se apoiarem nessa difícil jornada. A Editora Modo valoriza os novos autores e está dando uma grande chance a escritores talentosos que antes não tinham uma oportunidade.

12. Você é uma autora nacional. Como acha que as pessoas reagem aos livros?

Fabi :Como eu disse antes, estou recebendo muito apoio em relação ao livro e isso me deixa muito contente. Todos que leram me deram um retorno positivo, dizendo que gostaram da história e acharam a leitura agradável.  Agora vou esperar o lançamento, estou ansiosa para ver o meu livro espalhado por aí, ouvir opiniões, resenhas e até mesmo críticas que quando bem feitas ajudam o autor a crescer e a melhorar o seu trabalho.

 13.Qual seria sua dica para aqueles que desejam escrever livros ou se tornarem autores?

Fabi :Tenho postado vários textos sobre como desenvolver a escrita no meu blog e em um blog onde sou colaboradora. Acho que escrever melhora com a prática, se você tem criatividade e gosta de escrever, então mãos a obra. Escrevi vários contos, antes de concretizar um livro. Então resumidamente minhas dicas são: leia bastante, escreva sempre que tiver vontade, revise o texto, seja persistente e procure sempre melhorar.

Fabi : Gostaria de agradecer mais uma vez a sua atenção e espaço no blog, obrigada!
• • •

Gostaram? Eu amei! Ela é uma fofa e eu tô morrendo de vontade de ler ADQS, HAHA. Já sabem o significado da sigla? Enfim,
Um beijo!


Você também pode gostar de:

8 comentários

  1. aaaaaaaaaaaaaaaah quee chiqueeeee eeein paaam!
    adoreei a entrevista da fabi, ela eeh diva! nhaaai *-* quero mtmto ler o livro dela ://
    blahoestraich.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Adoreeeei a entrevista! A autora parece ser super simpática! Fiquei interessada no livro dela, porque parece ser um tipo de estória inédita no Brasil! Achei o tema super legal!

    Beijos,
    http://chicklitobsession.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei a entrevista, acho que vou ler o livro dela!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Entrevista fantástica! Estou doida para ler "ADQS".

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  5. Olá, Pâmela Possani!
    Não conhecia essa autora, mas fiquei interessada pelo livro. Gostei da entrevista!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Muito legal a entrevista e a Fabiana é bem simpática. A ideia do livro é interessante, se tiver oportunidade irei ler *-*
    Uma pena eu não ter uma irmã (nem nenhum parente interessado em literatura) para ler o que escrevo...

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com

    ResponderExcluir
  7. Adorei a entrevista! Fiquei louca pra ler ADQS, adoro romances policiais e tenho certeza que vou gostar desse porque se passa no Brasil e acho que eu nunca li um romance policial nacional.
    Beijos
    territorio-pop.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Pâm

    Você que é uma fofa, adorei ver o meu livro no seu lindo blog e foi um prazer responder a entrevista!

    beijos Fabi

    ResponderExcluir

NEWSletter

Blog Archive