Sentimentos incompletos.

Postado em 7 de abril de 2012 às 00:24 por

  As pessoas precisam de uma luz no seu caminho, precisam de estrelas pra enfeitar seu céu de emoções nessa direção aleatória e indireta, imprecisa de vida. E tão perfeito. Tão longe.
  As pessoas precisam se sentir nas nuvens, flutuantes, amantes. E quando se sentem, é tão incondicional quanto inegável, tão irreparável quanto consertável. As pessoas criam coisas em comum, tornando esses laços fortes, desenhando sorrisos em meio á tantas lágrimas, á tantas profundezas irreversíveis.
  As pessoas se apaixonam sem querer se apaixonar e acabam amando tanto , sem nunca ter querido amar.
  Algumas tem maissorte e conseguem se apaixonar com sentimentos recíprocos, e aí elas se tornam tão frágeis que no fim nem percebem que se tornam totalmente necessitadas e dependentes desses amados outros que lhe completam. E não tem o que fazer, porque quanto mais você ama, mais você quer amar e quando isso é totalmente correspondido, bem... Você simplesmente não vai desistir, vai aceitando os sinais, vai se entregando vulnerável como está.
  Outros, não se apaixonam e  não se machucam. Ah,mas nunca é assim. Pode não sofrer por uma pessoa, mas vai sofrer através de outra dor, voraz e excruciante que aperta o peito, porque todos temos nossos sofrimentos, nossa própria cruz.
  Mas... Será que tudo isso é necessário? Tem pessoas que se sentem vazias ou estranhas por não se apaixonarem. Outras se sentem estranhas por não estarem apaixonadas. Outras por estarem completamente mergulhadas nos sintomas românticos e flutuantes que tudo isso pode causar.
  E ás vezes é só falta de amar.Só falta de se iludir. Só falta de... Fugir desse mundo real. Fugir antes que o tempo se esgote, e você tenha que realmente seguir em frente.


Você também pode gostar de:

0 comentários

NEWSletter